ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Pão Para o Mundo
  • REDES

    • Action2015
informes - ABONG

39226/06/2007 a 2/07/2007

Notas

Mais de mil pessoas ocupam área onde Exército iniciou projeto de transposição

Cerca de 1.200 pessoas ocuparam e estão acampadas, desde o início da madrugada do dia 26, em Cabrobó (PE), na área em que os batalhões de engenharia do exército deram início à construção dos canais de aproximação do eixo norte, do projeto do governo federal de transposição das águas do rio São Francisco. A ação deve servir para impedir o avanço das obras e para a retomada do território pelo povo indígena Truká, que reivindica a posse da terra.

 

O acampamento – que já lançou um manifesto público – não tem prazo para encerrar, e o número de participantes deve aumentar. Participam da ação organizações da sociedade civil e movimentos sociais, além de comunidades tradicionais de Minas Gerais, Pernambuco, Sergipe, Alagoas, Bahia e Ceará. É exigido o arquivamento do projeto, além da implementação de alternativas e tecnologias apropriadas de convivência com o semi-árido. Mais informações: (71) 9208-6548; (87) 9606-6065; e (71) 9208-6548.


Manifesto em defesa da Redução de Danos

Após recentes críticas contra a Redução de Danos (RD), a Associação Brasileira de Redutores de Danos (Aborda) e a Rede Brasileira de Redução de Danos e Direitos Humanos (Reduc) lançaram o Manifesto em Defesa da Redução de Danos – que teve ampla divulgação em 26 de junho, Dia Mundial Antidrogas. Como explica Maristela de Melo Moraes, coordenadora executiva do Instituto Papai (PE),  integrante da Rede Pernambucana de Redução de Danos e vice-presidente da Aborda,  a Redução de Danos  é uma política de saúde pública e um conjunto de estratégias práticas, voltados para o campo do uso de drogas. “Esta política visa a reduzir danos deste uso, sejam eles biológicos, sociais, econômicos ou culturais, sem necessariamente interrompê-lo e levando em consideração a liberdade de escolha das pessoas e a liberdade de uso do seu próprio corpo”. Para assinar o manifesto, envie um e-mail para a Aborda: abordabrasil@yahoo.com.br. Mais informações, com o Instituto Papai: (81) 3271-4804. E-mail: papai@papai.org.br. Site: www.papai.org.br.


Contra a construção da usina nuclear Angra 3

Em 25 de junho, ativistas do Greenpeace protestaram contra a construção da usina nuclear Angra 3, durante reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), que aconteceu no Ministério de Minas e Energia, em Brasília. Para o Greenpeace, a energia nuclear é cara, perigosa, gera poucos empregos e não é o caminho para o Brasil enfrentar o aquecimento global. Mais informações: (11) 8245-2253, com Gabriela Michelotti. Site: www.greenpeace.org.br.

lerler
  • PROJETOS

    • Compartilhar Conhecimento: uma estratégia de fortalecimento das OSCs e de suas causas

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca