ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Instituto C&A
  • REDES

    • Plataforma Reforma Política
informes - ABONG

39012/06/2007 a 18/06/2007

OPINIÃO: Contagem regressiva para o II Fórum Social Nordestino

Em menos de sete semanas, entre os dias 2 a 5 de agosto, ocorrerá a segunda edição do Fórum Social Nordestino (FSNE) na cidade de Salvador, como parte do processo do Fórum Social Mundial. Oficinas e seminários autogestionados, conferências, festival de arte e de cultura, feira de economia solidária constituem algumas das atividades que serão organizadas no campus da Universidade Federal da Bahia (UFBa) e da Universidade Estadual da Bahia (Uneb). O principal objetivo do II FSNE: dar visibilidade e recolocar a questão social do Nordeste na agenda política nacional, assim como debater potencialidades e alternativas de projetos, fortalecendo a idéia de “Um outro Nordeste é possível”, relacionado a um outro Brasil possível.

A idéia do FSNE surgiu no 1o Fórum Social Brasileiro em Belo Horizonte (2003). Percebeu-se que não se poderia pensar no desenvolvimento do Brasil sem considerar a problemática social do Nordeste, para o qual o país possui uma dívida social histórica. Havia necessidade, portanto, de um intenso e amplo debate no Nordeste sobre o desenvolvimento da Região. Assim, o processo de mobilização em torno do FSNE começou em 2004, com a articulação dos movimentos sociais nos nove Estados da Região, e culminou no período de 24 a 27 de novembro, com a realização do primeiro Fórum em Recife. Desde então, a articulação da coordenação colegiada se manteve e organizou diversas outras atividades e ações, como seminários e videoconferências sobre temas de interesse comum, a exemplo da transposição do Rio São Francisco.

A realização do II Fórum Social Nordestino em Salvador visa, portanto, a dar continuidade a um processo e a uma articulação, ambos inéditos no Nordeste. O contexto político, caracterizado pela mudança das forças políticas em boa parte da Região após as últimas eleições, justifica mais ainda a realização de tal evento por parte da sociedade civil organizada. Grandes questões merecem ação e atenção especial: a transposição do Rio São Francisco, a democratização das relações Estado/sociedade, o controle social das políticas públicas, a democratização da comunicação, o avanço do poder econômico e financeiro...

Para fazer do acontecimento um processo amplo e democrático de construção, a coordenação colegiada e os comitês estaduais do FSNE encontraram-se em três ocasiões nos últimos oito meses, nas quais promoveram reuniões de trabalho e seminários abertos aos movimentos sociais. O último encontro ocorreu na semana passada, nos dias 6 e 7 de junho, em Salvador.
Os seis eixos temáticos do II FSNE foram construídos com base nos eixos do Fórum Social Mundial 2007, articulados com aspectos da problemática social do Nordeste no contexto da globalização. Foram definidos da seguinte forma:


1 – Pelo acesso universal e sustentável aos bens comuns da natureza e da humanidade.
2 – Pelo acesso universal e garantia de bens e serviços públicos de qualidade que efetivem os direitos sociais, econômicos, culturais e ambientais.
3 – Por outra economia e desenvolvimento: democrático, solidário, socialmente justo e ambientalmente sustentável.
4 – Pela construção de estruturas democráticas com participação da população nas decisões, controle social sobre o Estado e democratização da comunicação.
5 – Contra a violência, por uma cultura de Paz e Solidariedade, em defesa da autodeterminação e soberania dos povos.
6 – Pela igualdade, respeito à diversidade, eliminação de todas as formas de discriminação e pela garantia dos direitos humanos.


Assim como na primeira edição, a Abong participa diretamente do processo de construção do II FSNE, atuando na coordenação colegiada da articulação, junto com cerca de 20 outras redes e movimentos de âmbito nacional ou regional, bem como na sua coordenação executiva, ao lado da Articulação de Mulheres Brasileiras (AMB), da Cáritas Nordeste, da Central Única dos Trabalhadores (CUT), do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), da Rede de Educadores Populares do Nordeste e da Rede Nacional Afro-LGBT.
Quem quiser se inscrever ou promover atividades deve acessar o site no período de 15 de junho a 10 de julho de 2007.
Nos encontramos lá!


Participe do II Fórum Social Nordestino

Site: www.forumsocialnordestino.org.br (que estará em breve no ar).
Mais informações podem ser obtidas escrevendo para os e-mails: secretaria2fsne@yahoo.com.br e abongne2@uol.com.br

lerler
  • PROJETOS

    • Fórum Social Mundial

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca