ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Fundação Ford
  • REDES

    • Action2015
informes - ABONG

38722/05/2007 a 28/05/2007

Tem início a Semana Nacional da Mata Atlântica

Muitos debates e ações já estão acontecendo nesta sétima Semana Nacional da Mata Atlântica, que acontece no período de 23 a 26 de maio. E em 27 de maio, comemora-se o Dia Nacional da Mata Atlântica.

Em Porto Alegre (RS), o Ministério do Meio Ambiente (MMA) está promovendo debates sobre políticas de proteção e recuperação do bioma, com a participação de várias organizações da sociedade civil. Nesse sentido, a Lei da Mata Atlântica (11.428/06) – aprovada pelo Congresso Nacional em novembro de 2006 e sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 22 de dezembro após 14 anos de tramitação– é um dos temas que está no centro das discussões.

Presente na solenidade de abertura em Porto Alegre, a coordenadora da Rede de ONGs da Mata Atlântica, Kathia Vasconcellos Monteiro, ressalta que o principal objetivo da Semana em 2007 é debater e levar ao conhecimento da população que a Mata Atlântica é a segunda floresta mais ameaçada de extinção do planeta e que em sua área de abrangência vivem 70% da população brasileira. “A grande meta da semana 2007 é trazer ao público os avanços e as ameaças ao bioma: debatemos, entre outros, a Lei da Mata Atlântica, sancionada em 2006; os riscos e possibilidades dos biocombustíveis; os impactos das obras da Iniciativa de Integração Sul Americana (Iirsa); mudanças climáticas.”

Conforme Kathia, o evento conta com pelo menos dois/duas representantes da RMA de cada Estado do bioma. “A diversidade de pessoas e opiniões é tão grande quanto à diversidade da floresta, e isto nos mostra o quanto somos fortes. E realizaremos no próximo sábado a Assembléia Geral da RMA, quando definiremos as metas de trabalho para os próximos dois anos.”


Panorama

A Mata Atlântica cobria 17% do Brasil, mas segundo a coordenadora da RMA, desta área, restam hoje menos de 8%. “A situação é extremamente crítica. Qualquer hectare que se perca ou se recupere faz uma grande diferença’, avalia. “As ameaças são enormes, como o avanço da  agricultura e a expansão urbana. Por outro lado, a Mata Atlântica possui grande capacidade de regeneração, então os créditos de carbono podem ser importantes instrumentos de recuperação da floresta. E como na questão de clima, estamos em um momento importante para preservação da floresta, uma vez que vários fatores mostram a importância de sua preservação e viabilização.”


Dia a dia

Para o diretor de mobilização da ONG Fundação SOS Mata Atlântica, Mario Mantovani, a Lei 11.428 deve-se tornar realidade e ser pensada na prática do dia-a-dia das pessoas. “Programas de educação ambiental são alguns dos muitos exemplos do que pode ser feito”, opina. “Essas ações devem mostrar a diversidade da sociedade e do meio ambiente. A Lei da Mata Atlântica é muito propositiva e está atualizada com todas as leis.”

A SOS Mata Atlântica realizará uma extensa programação para o período de 25 a 27 de maio, que acontecerá na sua maioria no Parque Ibirapuera, na cidade de São Paulo: é o Viva a Mata 2007, que conta com a colaboração do Fundo de Parcerias para Ecossistemas Críticos, bem como com apoios. Nos estandes temáticos, acontecerão oficinas e palestras, atividades esportivas na Academia EcoFit, apresentações teatrais e de vídeos, lançamentos de livros, entre outros.
www.rma.org.br www.sosma.org.br

lerler
  • PROJETOS

    • FIP - Fórum Internacional das Plataformas Nacionais de ONGs

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca