ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • FIP
  • REDES

    • Plebiscito Constituinte
informes - ABONG

38310/04/2007 a 30/04/2007

Em defesa da água

A semana em que se celebra desde 1992 o Dia Mundial da Água, 22 de março, foi marcada por muitos debates e ações. Um dos grandes encontros ocorridos foi a IIª Assembléia Continental da Red Vida (Vigilância Interamericana em Defesa da Água), realizada em Lima (Peru), em 24 e 25 de março. As 60 representações de organizações e redes das Américas tiveram como centro das discussões o tema Por uma gestão pública de serviços de água com participação social. A Assembléia foi precedida por duas conferências comemorativas do Dia Internacional da Água, que trataram respectivamente de Modelos Públicos de Água e Água, mulher e trabalho: Fontes de vida.

Criada em 2003, a Red Vida é integrada por movimentos sociais, organizações e gestores/as públicos/as de diversos países, que trabalham pela defesa da água por meio de múltiplas ações.

Mabel Faria Mello, que representou no debate a Rede Brasileira pela Integração dos Povos (Rebrip) na Frente Nacional por el Saneamiento Ambiental - Capítulo Brasileiro de Red Vida., conta que, além do planejamento para 2007/2008 e do balanço sobre a resistência aos processos de privatização dos serviços de água na América Latina, a Assembléia tratou também de avançar na formulação de alternativas de gestão desses serviços. “Foram apresentados alguns exemplos, que estão em andamento, sobre cooperação público-público na região como, por exemplo, no caso do Peru, na cidade de Huncayo, cuja empresa pública está recebendo a colaboração da empresa pública de Buenos Aires, por intermédio dos sindicatos de trabalhadores de ambos os países, para melhorar seus serviços”, ressalta.

Na sua apresentação sobre o Brasil, Mabel destacou que diferentes movimentos sociais brasileiros em defesa da água estão se relacionando com Red Vida para, em conjunto, construir a mobilização pela luta da água em sua integralidade. “A defesa da universalização do acesso à água e a luta contra a privatização do setor de saneamento ambiental no Brasil foram algumas das ações apresentadas.”

De acordo com Mabel, a Red Vida vem crescendo e se fortalecendo, ampliando sua representação em vários países do continente, e tem-se constituindo num importante ator internacional na defesa do direito humano à água na sua integralidade. “Além da atuação urbana, seus membros têm trazido questões que dizem respeito ao recurso em todo o seu ciclo e não apenas em relação aos serviços. Os impactos e violações derivados da exploração da água para mineração, para indústria, para energia, ou contaminação por agrotóxicos, entre outros, têm sido tratados em nossos espaços nacionais e internacionais.”


O mundo e a água

Em seu Relatório trienal sobre o Desenvolvimento dos Recursos Hídricos no Mundo, intitulado Água: uma Responsabilidade Compartilhada e lançado em março de 2006, a Organização das Nações Unidas (ONU) salienta, entre outros: que as estimativas do Programa de Monitoramento Conjunto da Organização Mundial da Saúde e Unicef indicam que 1,1 bilhão de pessoas ainda não tem acesso a fornecimentos adequados de água potável; e 90% dos desastres naturais são relacionados à água e eles estão aumentando, sendo que muitos são resultados do uso inapropriado da terra.

lerler
  • PROJETOS

    • Novos paradigmas de desenvolvimento: pensar, propor, difundir

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca