ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Petrobras
  • REDES

    • Fórum Social Mundial
informes - ABONG

37512/12/2006 a 18/12/2006

A nova fase doFórum Social Nordestino

O Fórum Social Nordestino (FSNE) está entrando numa nova fase. Nasceu em 2004 com a mobilização dos movimentos sociais nos nove Estados do Nordeste, os quais, juntos, construíram e realizaram no mês de novembro daquele ano o 1o Fórum Social Nordestino na cidade de Recife (PE). Após o evento, os comitês estaduais permaneceram articulados e promoveram encontros, seminários e videoconferências temáticas, tratando de questões de interesse dos movimentos sociais da Região, a exemplo do projeto de transposição do Rio São Francisco. Recife ainda recebeu o Fórum Social Brasileiro no ano seguinte.

É voltado para a Bahia que o Fórum Social Nordestino agora está olhando. Representantes dos comitês de seis Estados e membros das coordenações colegiada e executiva voltaram a se reunir, desta vez em Salvador, no período de 17 a 19 de novembro passado. No dia 18, um seminário aberto foi promovido e contou com a participação de movimentos sociais, ONGs e sindicatos da Bahia, além de convidados(as), como representantes e membros das Universidades Federal e Estadual da Bahia, que devem entrar como parceiros(as) nessa construção.

A segunda edição do FSNE deve ocorrer em Salvador, entre o final de julho e início de agosto do ano que vem. Daqui até lá, um profundo processo de articulação deve acontecer nas malhas das redes nordestinas. Nesse final de ano, um convite será lançado, junto com a Carta de Princípios, revisada durante o seminário em Salvador, para organizações, articulações e movimentos de amplitude regional ou nacional, para compor a nova coordenação colegiada do Fórum, até então formada por 18 componentes. Por sua vez, os Comitês estaduais voltarão a se reunir, a debater e a construir os diversos aspectos e projetos que compõem o Fórum, tratados em comissões interligadas – de cultura, comunicação, economia solidária, metodologia e temáticas, entre outras.

O evento na capital baiana será baseado no princípio da autogestão, no que diz respeito à realização de oficinas e seminários, sob iniciativa e responsabilidade de organizações da sociedade civil (partidos ou políticos não poderão propor atividades). A Coordenação Executiva, oriunda da coordenação colegiada, também organizará atividades, como conferências. O FSNE ainda contará com uma cerimônia de abertura, pelo menos uma caminhada, programação e atividades culturais, espaço de economia solidária... Assim como na sua primeira fase, pernambucana, o FSNE pretende reiterar o intenso processo de construção horizontal. E mostrar, com sotaque baiano, a força e a capacidade política dos movimentos sociais do Nordeste. (Por Damien Hazard).

lerler
  • PROJETOS

    • Programa de Desenvolvimento Institucional (PDI)

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca