ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Misereor
  • REDES

    • Fórum Social Mundial
informes - ABONG

37024/10/2006 a 30/10/2006

OPINIÃO: Rumo ao FSM 2007, em Nairóbi

O Conselho Internacional do Fórum Social Mundial, do qual a Abong participa, reuniu-se novamente no início de outubro em Parma, Itália, para prosseguir na preparação do próximo Fórum Social Mundial, a se realizar em Nairóbi, Quênia, de 20 a 25 de janeiro próximo. 

Durante três dias, mais de 70 membros desse Conselho, vindos de quase 40 paises, receberam informes dos(as) organizadores(as) quenianos(as) do Fórum e discutiram orientações relativas à metodologia a ser nele utilizada. Cada evento mundial dessa iniciativa, que se transformou num processo em contínua expansão, é diferente do anterior. De cada um se tiram lições de como facilitar o encontro, o aprendizado mútuo e a articulação das diferentes entidades e organizações da sociedade civil na luta por um "outro mundo possível". 

Dessa vez, o programa de trabalho do próximo encontro se dividirá em dois tempos: depois da abertura, três dias de atividades auto-organizadas pelos(as) próprios(as) participantes - que as inscrevem previamente no site do Fórum; e um quarto dia em que o espaço do Fórum se abre para que todos(as) os(as) participantes tomem conhecimento, programem e agendem atividades durante 2007, lançando novas ações e propondo novas lutas e campanhas ou aprofundando aquelas que já se encontram em andamento. Com isso, se pretende estimular ao máximo a passagem à ação num mundo hoje dominado pelos interesses financeiros e das multinacionais e pelo uso da guerra e da violência para superar conflitos ou manter dominações. 

Dentro dessa mesma perspectiva, o espaço físico do Fórum será dividido em subespaços, cada um se referindo não a um tema, mas a um objetivo de luta. A subdivisão segundo objetivos, e não segundo temas, visa também a estimular o engajamento dos(as) participantes na realização das mudanças que tornarão possível o "outro mundo": nove objetivos resumem, assim, as grandes aspirações, que reúnem todos(as) aqueles(as) que vêm participar dos Fóruns. 

A realização do Fórum Social Mundial, desta vez na África, tem também outro objetivo: chamar a atenção do mundo para os grandes problemas vividos neste continente, que foi o berço da humanidade, mas hoje se encontra prisioneiro de novas formas de colonialismo e dominação, que mantêm a pobreza e a miséria de grande parte da sua população. Dentro dessa preocupação, todos os dias haverá horários especiais reservados para atividades destinadas a públicos maiores, sob a responsabilidade dos(as) organizadores(as) africanos(as), em co-responsabilidade com participantes daquele continente. Usando diferentes meios de expressão - das conferências, debates e testemunhos a ações artísticas de diferentes tipos -, essas atividades tratarão dos grandes problemas africanos e das saídas que os povos do continente estão encontrando para superá-los.

Organizações e movimentos sociais de todo o continente africano estão se mobilizando para participar, por meio da realização de fóruns regionais ou nacionais, em novembro e dezembro. Muitos programam chegar a Nairóbi por terra, em caravanas que atravessarão vários países, do norte ao sul e do leste ao oeste. Esse grande evento mundial, a se realizar segundo os princípios adotados no processo Fórum Social Mundial - do qual esperamos que muitos(as) brasileiros(as) possam participar - deverá ter uma grande repercussão no futuro da África. 

O Conselho Internacional do Fórum decidiu também organizar em 2008 uma grande jornada de mobilização mundial, com atividades de diferentes tipos em todos os rincões do planeta - todas elas interconectadas pelo uso das possibilidades de intercomunicação, oferecidas pelas novas tecnologias de informação. Em cada lugar, essas atividades serão referidas aos objetivos de luta dos(as) seus(suas) próprios(as) organizadores(as), em nível local, nacional ou regional. Esses eventos ocorrerão nas mesmas datas em que se realiza o Fórum Econômico de Davos e ao longo do ano. Eles chamarão a atenção para a alternativa que representa o Fórum Social, como processo mundial de encontro e articulação, centrado no ser humano e não nas necessidades e interesses do capital.

E, em 2009, será realizado um novo encontro mundial, em lugar a ser oportunamente definido, no qual se realimentarão - direta ou indiretamente - todos(as) os(as) que participam desse grande esforço por construir um "outro mundo possível", que se torna cada vez mais necessário e urgente.


Inscrições abertas

Atenção: já estão abertas as inscrições de organizações, atividades autogestionadas e indivíduos para o Fórum Social Mundial 2007. Veja mais informações no site do FSM (www.forumsocialmundial.org.br) ou diretamente no site do evento de Nairóbi http://wsf2007.org/ (por enquanto, somente em inglês).

lerler
  • PROJETOS

    • Novos paradigmas de desenvolvimento: pensar, propor, difundir

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca