ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Petrobras
  • REDES

    • FIP
informes - ABONG

3417/03/2006 a 13/03/2006

8 de março: jornada feminista e seus temas nas ruas

O 8 de março – Dia Internacional da Mulher – faz parte do calendário dos movimentos sociais no Brasil, reconhecido como um dia de luta convocado pelo movimento feminista e de mulheres, em que todas vão para as ruas se manifestar, tendo cada vez mais a adesão dos diversos movimentos. Neste dia de luta, em 2006, acontecem atividades e mobilizações nos Estados, com a presença da Marcha Mundial das Mulheres na maioria deles.

A Marcha reafirma as bandeiras de luta contra a mercantilização, a violência e a exploração das mulheres. E faz um chamado a combater de forma permanente a violência machista, racista e homofóbica em todas as suas manifestações, assumindo a luta feminista pela igualdade como objetivo comum na construção de nossas resistências e alternativas à política de mercantilização e guerra.

A Marcha denuncia a política de livre mercado e reafirma a luta para tirar dos trilhos a Organização Mundial do Comércio (OMC). Também dará continuidade à crítica e à denúncia de imposição de controle sobre o corpo das mulheres, bem como à reivindicação de direito à autodeterminação, na qual se insere a luta pela descriminalização e legalização do aborto. Outro tema que terá ênfase será a luta contra a violência doméstica e sexual, que se aprofundou sob o neoliberalismo e sua política conservadora, tanto no âmbito familiar quanto no mercado de trabalho e na sociedade em geral.

As propostas de alteração da atual desigualdade e hierarquização da sociedade brasileira terão continuidade na campanha pela valorização do salário mínimo. No 8 de março, a Marcha quer promover uma nova ofensiva nesta campanha para, em conjunto com os movimentos que organizaram a Assembléia Popular Mutirão por um Novo Brasil, culminar com uma jornada que vai de 17 de abril a 1° de maio. Segue a reivindicação de que o governo Lula, para dobrar o valor real do mínimo, eleve o valor para R$ 566,00, e apresente, ainda neste ano, projeto de lei que garanta a recuperação deste valor. Também é parte da agenda o apoio à mobilização das donas-de-casa em sua luta pela garantia da aposentadoria.

O 8 de março se insere na continuidade do Fórum Social Mundial de Caracas e terá como marca uma posição antiimperialista e anticapitalista, afirmando seu compromisso com a construção de uma sociedade sem exploração de classes, sem machismo, sem racismo e sem homofobia. (Pela equipe de comunicação da Secretaria Nacional da Marcha Mundial das Mulheres).

lerler
  • PROJETOS

    • Informação, formação e comunicação em favor de um ambiente mais seguro para a sociedade civil organizada

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca