ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Fundação Ford
  • REDES

    • Fórum Social Mundial
informes - ABONG

34021/02/2006 a 6/03/2006

Pelo controle social e tuberculose

Representantes da Stop TB, organização que reúne 400 instituições de várias partes do mundo – como ministérios da Saúde, fabricantes de medicamentos e ONGs –, visitaram o Brasil para verificar o tratamento da tuberculose no país, em especial, nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo, onde há maior incidência da doença. Hoje, há dois movimentos/organizações nessas cidades: o Fórum ONGs TB, no Rio de Janeiro, que atua contra a tuberculose desde 2003; e a Rede Paulista de Controle Social da Tuberculose, criada em setembro de 2005.

 

Em 1º de fevereiro, a Missão de Alto Nível do Stop TB esteve em São Paulo com a Rede Paulista, em um evento com o representante do secretário de Estado da Saúde, para a apresentação dos Programas Nacional e Estadual de Controle da Tuberculose, bem como da própria Rede Paulista.

 

O coordenador executivo da Missão Stop TB, Marcos Espinosa, considera que o Brasil conseguiu um grande progresso, cobrindo 57% dos casos de tuberculose. Para ele, agora é preciso um plano de longo prazo, de dez anos, para alcançar os Objetivos do Milênio da ONU. Espinosa lembrou que a cura da tuberculose leva tempo e "não é problema de um governo".

 

A Missão do Stop TB e uma representação da coordenação da Rede Paulista de Controle Social da Tuberculose deram continuidade ao encontro em Brasília, nos dias 2 e 3. No Ministério da Saúde, o Fórum da Parceria Brasileira contra a TB  apresentou suas ações e o Plano de Atividades para 2006. A Rede Paulista de Controle Social da Tuberculose passou a integrar a Parceria, como decidido na assembléia do dia 3.

 

Com isso, por meio de processos de sensibilização, mobilização e capacitação da sociedade civil organizada, a Rede Paulista dará visibilidade ao problema da tuberculose, visando à exigência do direito à prevenção, ao diagnóstico e ao tratamento supervisionado, bem como ao exercício do controle social sobre os recursos e as políticas de controle da doença.

 

A primeira grande ação da Rede Paulista de Controle Social da Tuberculose acontecerá durante a semana do dia 24 de março, Dia Internacional de Luta contra a Tuberculose. Vários eventos em Praças públicas divulgarão informações como: Tuberculose é uma doença grave que tem cura e tratamento gratuito; que após 2 semanas de tratamento, o doente pára de transmitir; e que pode ser controlada com a participação social. A Abong- Regional São Paulo e a Ação da Cidadania São Paulo estão na coordenação da Rede, que tem sua sede provisória na AC: Rua Pedro Américo, 32, 13º andar, República (SP). Mais informações: (11) 3362-8266. E-mail: redepaulistatb@yahoo.com.br. (Por  Nadja Faraone).

lerler
  • PROJETOS

    • FIP - Fórum Internacional das Plataformas Nacionais de ONGs

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca