ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • CIVICUS
  • REDES

    • MCCE
informes - ABONG

33222/11/2005 a 28/11/2005

Mar del Plata: vitória política da cúpula dos povos contra Bush e a ALCA

Do lado de fora da Cúpula dos Presidentes das Américas, a Aliança Social Continental, a Campanha Continental Contra a Alca e a Autoconvocatória No al Alca, da Argentina, organizaram a Cúpula dos Povos.  Um dos grandes desafios da Cúpula dos Povos era ser capaz de dar forma e visibilidade ao forte sentimento coletivo de repúdio à presença do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, em solo argentino. O outro desafio era conseguir dar continuidade e avançar no debate sobre alternativas de integração.

 

A Cúpula foi um grande sucesso em relação a ambos os desafios e confirmou que a América Latina é hoje uma das regiões do mundo onde se encontram as forças mais amplas e organizadas de resistência contra o Império, a guerra e o modelo de privatização e transnacionalização, expresso em tratados de livre comércio como a Alca.  Aqui, em nossa região, estas forças conseguiram paralisar as negociações da Alca, contribuíram para fazer fracassar a reunião ministerial da OMC em Cancún e somaram esforços para construir um processo de aglutinação de lutas como o Fórum Social Mundial.  Da mesma forma, conseguiram, em meio a enorme diversidade e heterogeneidade destas forças, realizar um dos maiores atos políticos já vistos de repúdio a George W. Bush.

 

Mar Del Plata também confirmou que a diversidade e a heterogeneidade que marcam nossos movimentos e redes na região são a nossa grande força política. Nossos movimentos foram gestados em décadas de lutas em cada um dos nossos países, lutas e dinâmicas tão diversas como as frentes contra ditaduras, por direitos das mulheres, dos/as indígenas, negros/as, trabalhadores/as, de movimentos autônomos, camponeses/as, de jovens e muitos outros.  A esta pluralidade de experiências de organização se somaram, mais recentemente, as possibilidades abertas pela eleição de governos que buscam traduzir as demandas sociais em mudança efetiva, de acordo com a trajetória e as possibilidades políticas próprias de cada país. Toda esta diversidade se expressou nos vários painéis e oficinas de debates sobre o tema de alternativas de integração.

 

A Cúpula sintetizou, portanto, as enormes potencialidades de um momento histórico único que vivemos na América Latina, onde devemos buscar as convergências entre a vitalidade dos movimentos sociais e as possibilidades de transformação abertas por parte de alguns governos, para através da unidade podermos disputar de fato modelos alternativos ao neoliberalismo. (do Boletim Rebrip nº 6 – out/nov 2005, com edição autorizada).

lerler
  • PROJETOS

    • Novos paradigmas de desenvolvimento: pensar, propor, difundir

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca