ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • FIP
  • REDES

    • FIP
informes - ABONG

3308/11/2005 a 14/11/2005

Sim no referendo vence na Zona Sul de São Paulo

No último dia 23 de novembro, a população brasileira votou sobre a proibição do comércio de armas de fogo e munição no Brasil. Como foi divulgado pela imprensa, o não ganhou com ampla vantagem em relação ao sim –  63,9% a 36,1%. Na cidade de São Paulo, esta diferença caiu de 57,66 % a 42,34 %. Olhando, contudo, a região onde o Fórum em Defesa da Vida (FDV) atua, principalmente nos distritos Jardim Ângela e Capão Redondo, o SIM ganhou com 50, 26%.

No dia 2 de novembro, o FDV organizou a 10ª Caminhada pela Vida e pela Paz. Celebrou sua influência na queda do número de homicídios na região desde 2001, sendo que no resto do país esta queda só se manifestou a partir de 2004. Desde a sua fundação, as prioridades do FDV são: segurança, acesso à justiça e educação.

Entidades participantes, como o Centro de Direitos Humano e Educação Popular de Campo Limpo (CDHEP), fizeram um trabalho sistemático de esclarecimento e formação na região, desde o início de ano, com alunos(as), professores(as), pais, comunidades religiosas, entidades e agentes de saúde. Tratou-se das mudanças no Estatuto de desarmamento, a possibilidade de entrega de armas, os números sobre uso de armas, legítima defesa...  Também foram esclarecidas as dúvidas referentes à votação do referendo, uma vez que a pergunta era truncada.

Poucos dias após início da campanha obrigatória na mídia, o diálogo converteu-se em argumentação surda, carregada de emoção. De repente, não as armas causaram medo, mas a possibilidade de proibir seu comércio. Até adolescentes falavam de direito adquirido e que qualquer outra coisa seria um retrocesso.

Apesar disso, o sim venceu nesta região. Sem dúvida, a longa tradição do FVD de investir em educação cidadã e participação é responsável por esta diferença. Embora apertada, mas o sim venceu. Faz 10 anos que há reuniões mensais, em que são tomadas decisões práticas para superar a violência na região. Aos poucos, se colhem os frutos e servem de exemplo para outras partes da cidade e do país. (Por Petronela Maria Boonen).

lerler
  • PROJETOS

    • Compartilhar Conhecimento: uma estratégia de fortalecimento das OSCs e de suas causas

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca