ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Misereor
  • REDES

    • Plataforma MROSC
informes - ABONG

32320/09/2005 a 26/09/2005

Um exemplo de boa pratica

Entender a família como o pilar fundamental da formação de uma criança é oferecer a ela a oportunidade de um desenvolvimento pleno. A família é o espaço ideal para a construção de valores e o aprofundamento das relações afetivas. Um ambiente familiar estável proporciona um bem-estar e uma segurança importantes para o fortalecimento dos vínculos intrafamiliares, principalmente a crianças e adolescentes em situação de risco.

 

Pensando nisso, a Associação Brasileira Terra dos Homens (ABTH) trabalha com crianças e adolescentes em situação de rua por meio do atendimento de suas famílias, procurando reatar os laços rompidos. O projeto que originou o livro “Minha Vida Mudou” foi construído em parceria com a Rede Rio Criança, integrada por 15 instituições, e com o apoio do Instituto Holcim. Uma ação de complementaridade de extrema importância para os resultados obtidos.

 

O projeto trabalhou a reintegração familiar e comunitária de 60 crianças e adolescentes em situação de risco nas ruas do Rio de Janeiro, entre junho de 2002 a dezembro de 2004, por intermédio do atendimento de 30 famílias. As ações também previam o resgate da cidadania, o acesso a serviços de saúde e educação e o estímulo às famílias a buscarem meios de geração de renda que lhes permitissem sobreviver longe das ruas. Para isso, foi necessário um trabalho intenso, que incluiu visitas domiciliares, reuniões de grupos de pais e entrevistas – metodologia utilizada para alcançar o índice de 86% de crianças e adolescentes reintegrados(as) e inseridos(as) na escola.

 

Outra estatística que reflete aquilo que vemos diariamente nas esquinas e semáforos da cidade é a motivação que leva crianças e adolescentes a sobreviverem nas ruas. 58% dos(as) atendidos(as) estavam exercendo algum tipo de trabalho, em busca de uma renda que pudesse auxiliar nas despesas domésticas, 19% esmolando e o restante (23%) perambulando, parcela que representava um desafio ainda maior por não retornar as suas famílias com freqüência.

 

A importância do engajamento de empresas privadas na área social, formando parcerias bem-sucedidas e apoiando instituições do terceiro setor, pode ser comprovada nesta publicação. Felizmente, o número de empresas que adotam a responsabilidade social como uma de suas ações vem crescendo. Para a alegria daqueles(as) que precisam apenas de um pouco de atenção para alcançar um desenvolvimento independente. (Por Rodrigo Costa Pereira).

lerler
  • PROJETOS

    • FIP - Fórum Internacional das Plataformas Nacionais de ONGs

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca