ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • CIVICUS
  • REDES

    • Beyond
informes - ABONG

32213/09/2005 a 19/09/2005

Projeto Alternativas comprova êxito de tecnologia social de saneamento e tratamento de água

Melhorar a saúde e a qualidade de vida de comunidades desprovidas de condições adequadas de saneamento, por meio de tecnologias sociais de desinfecção solar de água, chamadas Sodis. Este foi o objetivo central do Projeto Alternativas, implementado em caráter experimental em quatro comunidades do Estado do Ceará - Cidade de Deus, no bairro do Lagamar; Prainha do Canto Verde, em Beberibe; Nova Esperança em Aracati; e em Camurim, no município de Itaiçaba -, com ecossistemas diferentes: sertão, litoral e urbano. 

O Alternativas é fruto de uma parceria entre a UFC - por meio do seu Departamento de Arquitetura/Laboratório de Estudos de Arquitetura e Urbanismo -, duas ONGs - o Cearah Periferia e o Instituto Terramar, associadas à Abong -, instituições brasileiras e internacionais, com o apoio da Fundação Stanley Thommas Johnson e da Associação da Prainha do Canto Verde. Os resultados foram apresentados em 8 e 9 de setembro, durante o Seminário Tecnologias sociais para tratamento de água e saneamento, ocorrido na Universidade Federal do Ceará (UFC).

Como detalha a coordenadora social de projetos do Cearah, Hilda Costa, o Sodis realiza a desinfecção da água por meio da sinergia dos raios ultravioletas e dos raios infravermelhos. "O método é muito simples, de baixo custo e de grande eficiência na desinfecção da água para consumo humano e foi aprovado pela Organização Mundial da Saúde após vários estudos científicos", explica. O Cearah integrou o Comitê Gestor do projeto e assumiu as atividades na Cidade de Deus. 

Entre os resultados, Hilda salienta que as famílias das comunidades-alvo foram sensibilizadas para a questão do manuseio e da utilização da água, para que seja saudável e apropriada para consumo, e a grande maioria dessas famílias, utilizando a tecnologia Sodis; as pessoas das comunidades foram capacitadas para serem multiplicadoras, sensibilizando as famílias para adquirir hábitos saudáveis no manuseio da água e apresentando, entre as alternativas, a tecnologia Sodis. "A incidência de doenças associadas à falta de qualidade da água, como diarréia, diminuiu consideravelmente nas comunidades que participaram do projeto." 

Além disso, o potencial de replicabilidade do projeto foi comprovado por meio dessa experiência piloto. "Para a segunda fase, buscamos viabilizar sua implementação associada ao Programa Um milhão de cisternas, junto com a Articulação do Semi-Árido, a ASA", conta Hilda. "O programa possibilita que as famílias tenham acesso à água. E o Alternativas complementará, garantindo a qualidade dessa água, contribuindo para melhorar qualidade de vida e saúde de milhares de famílias."


cearahperiferia@cearahperiferia.org.br terramar@fortalnet.com.br

lerler
  • PROJETOS

    • FIP - Fórum Internacional das Plataformas Nacionais de ONGs

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca