ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Instituto C&A
  • REDES

    • Mesa de Articulación
informes - ABONG

29523/11/2004 a 29/11/2004

IRT apoia jovens na socioeconomia solidária

O número de jovens desempregados(as) no Brasil chega a 1,5 milhão por ano. Com base neste e em outros dados que comprovam o acesso restrito dos(as) jovens ao mercado de trabalho - e também ao ensino superior - e preocupado com as perspectivas que a sociedade brasileira está oferecendo à juventude, o Instituto de Revitalização para o Trabalho (IRT/CE) promoveu em outubro, em parceria com cinco associações comunitárias, o 1o Mosaico de experiências em Socioeconomia Solidária e protagonismo infantil - Uma outra economia acontece. O encontro contou com o apoio de Cordaid e da Rede Cearense de Socioeconomia Solidária.

O Mosaico teve como principal meta viabilizar a iniciativa de 180 jovens do Projeto Arte, Trabalho e Juventude (ATJ), originado de um estudo de viabilidade realizado pelo IRT e desenvolvido pela rede de cinco entidades - Associação dos Moradores do Parque Jerusalém, Associação dos Moradores do Planalto do Pici, Centro Artesanal São Vicente de Paulo, Movimento Pro-Parque, Frente de Assistência a Criança Carente, no São João do Tauápe (Facc). Estas entidades apóiam, em média, dez grupos solidários para a consolidação de empresas solidárias, com base nas potencialidades dos(as) jovens na produção, comercialização de artesanato em bijuterias, pintura, produtos em argila e origami. 

Conforme uma das gestoras do IRT, Clébia Faria, a maioria dos jovens e das jovens que integram o Projeto ATJ pertence à população vulnerável das áreas periféricas, sem perspectiva de inserção no mercado de trabalho. "São geralmente jovens que apresentam baixa escolaridade. Porém, têm potencial produtivo", informa. Ela salienta, contudo, que o desemprego não afeta somente os(as) jovens da população de baixa renda. "O nível de escolaridade e a formação profissional também são fatores que contribuem para o desemprego. Mas é possível reverter o quadro desfavorável em que se encontra a maioria da juventude", avalia Clébia. "Há iniciativas que dão certo." 

O encontro contou com debates, apresentações culturais, exposição de experiências e produtos em estandes e, também, de um momento de intercâmbio de saberes e práticas entre diversas entidades que atuam na inserção produtiva de jovens na perspectiva da socioeconomia solidária em Fortaleza. 

Para Clébia, o Mosaico teve resultados importantes, como motivar os(as) jovens, tendo em vista a troca e o intercâmbio de experiências com outros(as) jovens, "deixando-lhes com um sentimento de que fazem parte de algo bem maior que só o Projeto Arte trabalho e Juventude". "O encontro possibilitou, enfim, visibilizar que a juventude também está empreendendo na perspectiva de que um outro mundo é possível quando uma outra economia acontece", analisa a gestora do Instituto. 

Em breve, o IRT assumirá o Núcleo de Formação do Centro Público de Economia Solidária, em parceria outras instituições.
irt@irt.org.br.

lerler
  • PROJETOS

    • Compartilhar Conhecimento: uma estratégia de fortalecimento das OSCs e de suas causas

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca