ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Fundação Ford
  • REDES

    • Beyond
informes - ABONG

2704/05/2004 a 10/05/2004

CGIBr elegerá representações da sociedade civil

O Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGIBr) está em processo eleitoral para a escolha de seus(uas) representantes da sociedade civil. É a primeira vez, em âmbito mundial, que um órgão gestor da Internet realiza este processo. O período para inscrição de entidades para compor o Colégio Eleitoral (para votar ou votar e ser votado) terminará 7 de maio, e todas as organizações fundadas antes de 15 de março de 2002 podem participar. Os atuais representantes da sociedade civil foram nomeados em caráter provisório em janeiro. A Abong participa do CGI, representada pelo seu assessor jurídico e responsável pelo escritório de Brasília, Alexandre Ciconello, que tem como suplente, Alexandre Bebiano, assessor de comunicação do Centro de Assessoria ao Movimento Popular (Campo).

O CGIBr foi criado em maio de 1995 e tem em sua composição: nove representantes de órgãos do governo; um membro com notório saber em Internet; um, do Fórum Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência e Tecnologia; e 11 membros da sociedade civil - quatro representações do setor empresarial; quatro, do chamado "terceiro setor"; três membros da comunidade científica e tecnológica. A votação será realizada pela Internet, por meio da obtenção de certificados digitais gratuitos e de voto não-secreto. 

Conforme Ciconello, embora os debates travados no Comitê sejam, em sua maioria, de caráter técnico, a diretoria executiva da Abong considera este espaço muito importante, pois suas decisões irão abranger, de forma direta e indireta, questões relacionadas a temas centrais para as ONGs: software livre, Internet, inclusão e democracia digital, sociedade da informação.

Outro membro do atual CGI, o diretor de Programas da Rede de Informações para o Terceiro Setor (Rits/RJ), Carlos Afonso, participa, há cerca de dez anos, do processo de gestão da Internet no Brasil, sendo autor, entre outros, do paper Internet: a quem cabe a gestão da infra-estrutura? Ele lembra que, logo em 1995, o Brasil teve várias conquistas por meio do CGI: "a primeira delas foi à preservação do "ponto br", como a identidade do Brasil na Internet. O ".br" também é considerado um bem público, logo, pertence a todas e todos os brasileiros, não é uma mercadoria", frisa.


CGIBr: www.cg.org.br
Rits: www.rits.org.br

lerler
  • PROJETOS

    • Fórum Social Mundial

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca