ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Petrobras
  • REDES

    • ALOP
informes - ABONG

25728/11/2003 a 4/12/2003

Escolas namoram e casam em projeto de inclusão digital

Em 1o de dezembro, escolas da rede pública paulistana se reuniram para apresentar os sites produzidos por alunos e alunas, para a criação de uma comunidade virtual de aprendizagem com colegas de escolas de Salvador (BA). O encontro marcou o encerramento do Projeto Aulas Unidas Brasil 2003, do Portal EducaRede (www.educarede.org.br), realizado para promover a inclusão digital e o uso pedagógico das tecnologias da informação e comunicação, oferecendo acesso rápido e apoio técnico a essas escolas. No evento, cada colégio teve um estande próprio para mostrar seu site oficial e o Caderno Cá Pra Nós, no qual professores/as, estudantes e pais registraram impressões e situações espontâneas vivenciadas ao longo das atividades. No dia 5, os estudantes de Salvador mostrarão suas produções.

Em sua segunda edição, o Aulas Unidas envolve diretamente 30 escolas, dois mil alunos e 70 professores. As escolas receberam acompanhamento pedagógico presencial e a distância do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), ONG responsável pelo conteúdo do Portal e pela coordenação-executiva. Além disso, contaram com o apoio técnico de monitores que auxiliam @s estudantes na confecção dos websites. A iniciativa é da Fundação Telefônica. Em 2002, o Projeto promoveu o intercâmbio entre escolas de seis países. No Brasil, participaram 17 escolas, 70 professores e 850 alunos.

"Defendemos uma inclusão de qualidade", frisa a coordenadora do Projeto, Alice Lanalice, do Cenpec. Ela explica que, para isso, três eixos norteiam o trabalho: proporcionar o desenvolvimento da autonomia d@ alun@, ou seja, que ele busque, selecione e trate a informação; estímulo à colaboração, quando ele navega pela comunidade virtual, pesquisa e troca conhecimentos com os colegas. "Por fim, o acesso à interatividade, que é a própria ferramenta em si".

Nesse sentido, "paquera", "namoro" e "casamento" em apenas um ano de convivência foi o tema da brincadeira proposta para estimular alun@s e professores/as de escolas públicas, de São Paulo e Salvador, a criarem uma comunidade virtual de aprendizagem. Assim que escolhiam um dos quatro temas de trabalho - Educação Ambiental, Pluralidade Cultural, Sexualidade e Cidadania - começavam a procura ou "paquera" por uma escola com os mesmos interesses na página do Aulas Unidas. O encontro ou "namoro" foi realizado por meio de fóruns de discussão a distância, e-mails e bate-papo na Internet, assim como a definição do projeto em comum, mais conhecido como "casamento".

Tod@ participante do Aulas Unidas, tanto professor/a como alun@, também tem a oportunidade de "mostrar a cara para o mundo" na página do Projeto: a seção Quadro de Anúncios traz uma ficha de apresentação individual com foto, dados pessoais, temas de interesse, passatempo preferido, entre outros. Já estão no ar 600 fichas preenchidas.

www.educarede.org.br/educa/html/index_aulas_unidas.cfm www.cenpec.org.br

lerler
  • PROJETOS

    • Observatório da Sociedade Civil

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca