ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • CIVICUS
  • REDES

    • MCCE
informes - ABONG

2253/04/2003 a 9/04/2003

ABONG integra Comitê São Paulo Contra a Guerra

A Abong é mais uma das organizações a compor o Comitê São Paulo Contra a Guerra ao Iraque - que já conta com a participação de mais de cem entidades. Conforme Dirceu Travesso, um dos representantes do Núcleo Operacional do Comitê e membro da executiva nacional da CUT, a primeira reunião ocorreu em 13 de janeiro, quando foi discutida a iminência da guerra e a necessidade de articular ações unitárias. "É importante ressaltar que o Comitê compreende que não se trata simplesmente de uma luta de solidariedade, mas vê a guerra como parte de uma ofensiva mais ampla dos interesses econômicos das corporações multinacionais, principalmente as norte-americanas".

Para o Comitê - que já organizou três grandes manifestações públicas -, são importantes todos os tipos de iniciativa, desde os cultos ecumênicos até as iniciativas como boicotes ou manifestações diante dos "símbolos do império". "Temos tentado dar um caráter "mais nacional" ao Comitê , buscando trocar informações e articulações que potencializem suas iniciativas", diz Dirceu. O site é um bom exemplo: começou com informações de São Paulo e passou a ter "mais a cara do Brasil", na medida em que outros Estados repassam informações. 

O Comitê SP Contra a Guerra está aberto a todas as organizações. O seu Núcleo Operacional é composto por CUT, MST, OAB, UNE, PT, PSTU, PCdoB, CMP, CNPL, PMDB. São realizadas plenárias amplas, às segundas-feiras, na Câmara Municipal. No próximo 12 de abril, ocorrerá uma nova Marcha Mundial Contra a Guerra e estão sendo organizadas manifestações por todo o mundo. O Comitê também está chamando organizações nacionais para realizar uma reunião, com seus dirigentes, no dia 15 de abril, às 15 horas na Câmara Municipal de São Paulo.


ONGs contra a guerra

Como já divulgado no Informes 223, diante da guerra encabeçada pelos Estados Unidos, a ONG cearense Comunicação e Cultura desistiu da renovação de seu convênio com a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID). O mesmo fez o Centro de Educação e Cultura Popular (Cecup), que recusou a continuidade do apoio da USAID para seu Projeto Caminhando Contra o Vento, criado para fortalecer o protagonismo juvenil. Conforme Normando Batista, coordenador geral do Cecup, a USAID ainda não se manifestou oficialmente sobre o assunto. "Mas o Unicef já havia proposto uma parceria neste projeto e a Cáritas Regional Nordeste 3 quer estender o Caminhando para dois municípios de Sergipe e cinco municípios baianos", informou. 

Em outros países, as ONGs começam a tomar essa mesma atitude: a ONG croata Instituto Multimídia, rejeitou US$ 100 mil, também da USAID. Simultaneamente, todas as ONGs associadas à Abong estão promovendo algum tipo de ação contra a guerra.

Leia a íntegra dos comunicados do Cecup e outros informes sobre a guerra no site da Abong : www.abong.org.br
Comitê SP: www.guerranao.kit.net Cecup: cecup@terra.com.br

lerler
  • PROJETOS

    • Observatório da Sociedade Civil

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca