ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Misereor
  • REDES

    • ALOP
informes - ABONG

22427/03/2003 a 2/04/2003

Cemina lança II Concurso de Inclusão Digital Para Mulheres no Rádio

Mais uma vez, o Cemina - Comunicação, Educação e Informação em Gênero atua para consolidar a presença feminina no rádio: acaba de ser lançado o II Concurso Cyberela de Inclusão Digital para Mulheres no Rádio. Mas esta é mais uma entre as tantas ações promovidas pela ONG: desde 1989, o Cemina veicula o programa de rádio Fala Mulher, produz campanhas e programas especiais, distribuídos para rádios de todos os pontos do Brasil. Nesses anos, realizou também uma série de encontros de formação em rádio e gênero para comunicadoras populares, o que motivou a formação da Rede de Mulheres no Rádio, que congrega, hoje, cerca de 400 integrantes. Assim , como diz sua chamada, são as ondas do rádio fortalecendo a cidadania das mulheres.

Em 1999, o Cemina inicia também a promoção de inclusão digital de mulheres no rádio. Inicialmente, implementou um projeto pioneiro no País: a Rádio Fala Mulher, veiculada via Internet, dando visibilidade às iniciativas de diversas mulheres. "Nossa trajetória comprovou o grande potencial do rádio para alcançar a população mais carente e o papel importante deste veículo de comunicação na mobilização das comunidades para a ação", afirma Silvana Lemos de Almeida, coordenadora executiva da Rádio Fala Mulher. 

Outra articulação que faz parte do projeto de inclusão digital do Cemina é a Rede Cyberela, que tem capacitado comunicadoras para usar os recursos da tecnologia de comunicação digital, para melhorar a qualidade de produção de seus programas e facilitar o intercâmbio de conteúdos em rede. Por meio de uma conexão à Internet, de banda larga, podem enviar e receber áudios, que são veiculados na www.radiofalamulher.com

Com isto, nasce o Concurso Cyberela. Conforme Silvana, esta promoção é parte do projeto apoiado pelo Infodev (Information for Development Program), em 2002, que também conta com a parceria da Rits e da Unesco. As 13 Cyberelas selecionadas no I Concurso ganharam um computador, acesso custeado à banda larga por seis meses e capacitação em edição digital de áudio. Em contrapartida enviam, via Internet, reportagens, entrevistas e depoimentos em formato radiofônico, sobre suas realidades locais, para serem disponibilizados no site. "Elas estão buscando parceria para conseguir mais computadores, para aproveitar a conexão e disponibilizar o acesso a Internet para comunidade. E São Gonçalo - Rio de Janeiro - tem o primeiro telecentro comunitário, inaugurado em 28 de março", relata a coordenadora. 

Neste ano, o projeto é financiado pela Fundação Kellogg e premiará 16 comunicadoras, das Regiões Norte e Nordeste do país, que serão contempladas com dois computadores - um para rádio e outro para iniciar o trabalho do Telecentro -, além da conexão paga por um ano e do processo de capacitação para o uso dessas novas tecnologias de informação e comunicação. 

As inscrições para o II Concurso Cyberela poderão ser feitas até 30 de abril, pelo site do Cemina - www.cemina.org.br - ou solicitando o folder e a ficha de inscrição diretamente à ONG: (21) 2262-1704. O e-mail para contato é cemina@cemina.org.br.

lerler
  • PROJETOS

    • Fórum Social Mundial

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca