ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • CIVICUS
  • REDES

    • TTF Brasil
informes - ABONG

2145/12/2002 a 11/12/2002

Notas

Fórum Panamazônico avança nos encontros de fronteiras

Em 21 de novembro, foi lançado oficialmente o II Fórum Social Pan Amazônico, em Belém do Pará, e o encontro de movimentos sociais de toda a Amazônia Sul-Americana vai acontecer de 16 a 19 de janeiro de 2003, precedendo o Fórum Social Mundial. Muitas reuniões estão sendo realizadas nas fronteiras amazônicas, para aumentar o diálogo entre os diversos países que fazem parte da região mais rica em biodiversidade no planeta: Brasil, Equador, Guiana, Colômbia, Bolívia, Venezuela, Peru, Suriname. As inscrições para oficinas estão abertas, dentro dos principais eixos do evento, como a defesa da soberania nacional por meio da construção da cidadania e a conservação de terras e águas para a vida dos povos. Informações: www.fspanamazonico.com.br fspanamazonico@cinbesa.com.br .


Rede Aguapé - a primeira rede de educação ambiental do Pantanal

A Rede Aguapé, lançada em 20 de novembro, em Campo Grande (MS), é a primeira rede de educação ambiental da região do Pantanal e prevê a integração voluntária de instituições, movimentos e populações, que moram no Pantanal boliviano e paraguaio. O projeto foi proposto pela ONG Ecologia e Ação (Ecoa), em parceria com cinco outras entidades. O trabalho conta com o apoio do Fundo Nacional do Meio Ambiente (FNMA). Realizar o diagnóstico da educação ambiental nos Estados de MT e MS e capacitar agentes multiplicadores da educação ambiental no Pantanal são alguns dos objetivos desta Rede. Informações: (67) 324-3230 ou 324-9109.


Fundação Banco do Brasil e Unesco lançam 2o. Prêmio de Tecnologia Social

A Fundação Banco do Brasil, com o apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), acaba de lançar a segunda edição do Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social, que ocorre bienalmente. O Prêmio tem como objetivo descobrir soluções voltadas para o desenvolvimento social, que possam ser aplicadas em escala junto a comunidades de baixa renda ou em situação de risco social, por meio de um processo de disseminação empreendido pela própria Fundação.

 

A capacidade de reaplicação da solução é uma das principais características da tecnologia social. Cada uma das cinco entidades sem fins lucrativos vencedoras receberá R$ 50 mil e, pela primeira vez, R$ 50 mil serão destinados a uma empresa. Podem se inscrever ONGs, prefeituras, universidades, cooperativas, centros de pesquisa e outras entidades sem fins lucrativos, além de empresas que desenvolvam ou invistam em tecnologias sociais. As iniciativas selecionadas por meio do Prêmio farão parte do Banco de Tecnologias Sociais, banco de dados on-line, que disponibiliza experiências já implementadas. As inscrições podem ser feitas até 30 de junho de 2003, pelo site www.cidadania-e.com.br ou pelo correio. Mais informações: BB Responde: 0800 78 56 78 ou (61) 310-1900 - Fax (61) 310-1983.

lerler
  • PROJETOS

    • Observatório da Sociedade Civil

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca