ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • FIP
  • REDES

    • Beyond
informes - ABONG

17721/03/2002 a 27/03/2002

ONGs atuam coletivamente em busca da consciência crítica

As organizações associadas à Abong buscam educar, formar e capacitar politicamente nas mais diversas áreas temáticas os indivíduos, principalmente aqueles organizados em coletivos (ONGs, movimentos populares, sindicatos etc.) Isso é o que revelam os dados da pesquisa sobre o perfil das filiadas, divulgados na última quarta-feira, dia 20, em evento realizado em São Paulo.

 

Segundo Sérgio Haddad, presidente da Abong, quando se relacionam os dados de área e modo de atuação com aqueles sobre beneficiários, percebe-se que o campo Abong se caracteriza menos pela atuação em serviços e mais pela atuação junto a coletivos organizados (ver tabelas). "É uma preocupação maior das associadas com as causas dos problemas, e não com suas consequências. É uma atuação mais educativa, de capacitação e organização, do que filantrópica e assistencialista", afirmou em entrevista a jornal paulista.

A capacitação técnica/política, com 64,29% das respostas, predomina como principal modo de intervenção das ONGs nas áreas temáticas. Ela é seguida por assessoria (42,35%), prestação de serviços (34,18%) e pesquisa (16,33%). Já a perspectiva principal que orienta o trabalho desenvolvido junto ao público beneficiário é "desenvolver a consciência crítica/cidadania" (ver tabela).


Perfil e catálogo

Todos os dados da pesquisa podem ser encontrados na publicação ONGs no Brasil: perfil e catálogo das associadas à ABONG - 2002. As associadas receberão o catálogo gratuitamente nas próximas semanas. O Conselho Diretor da Abong planeja também fazer lançamentos dos resultados da pesquisa em cada um dos regionais da Abong em todo o país, promovendo também um debate sobre a identidade das ONGs.


A publicação também já pode ser adquirida na sede nacional da Abong (rua General Jardim, 660 - 7o andar - São Paulo - SP), pelo preço de R$ 20,00. Quem quiser receber a publicação pelo correio, deverá fazer um depósito de R$ 25,00 na conta da Abong (Banco Itaú - agência 0399 - C/C 33698-1) e enviar o comprovante de depósito para o fax (11) 3237-2122, acompanhado do nome completo, endereço para remessa e título da publicação. Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail: abong@uol.com.br Assunto: "Perfil das ONGs".

 

As cinco áreas temáticas de atuação mais citadas

Educação: 52,04%

Organização popular/ participação popular: 38,27%

Justiça e promoção de direitos: 36,73%

Fortalecimento de outras ONGs / Mov. Populares: 26,02%

Relação de gênero e discriminação sexual: 25,00%

 

Os cinco beneficiários mais citados

Organizações Populares/Movimentos Sociais: 61,73%

Crianças e Adolescentes: 40,31%

Mulheres: 39,29%

População em geral: 29,08%

Trabalhadores Rurais/ Sindicatos Rurais: 25,00%

 

Perspectiva de trabalho desenvolvido junto ao público beneficiário

Desenvolver a consciência crítica/cidadania: 68,37%

Transformar essas ações em políticas públicas: 51,02%

Fortalecer as entidades e coletivos organizados: 43,37%

Solucionar problemas imediatos: 9,18%

Outros: 11,22%

lerler
  • PROJETOS

    • Compartilhar Conhecimento: uma estratégia de fortalecimento das OSCs e de suas causas

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca