ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Fundação Ford
  • REDES

    • Mesa de Articulación
informes - ABONG

14916/08/2001 a 22/08/2001

Sexualidade na adolescência é tema de série de programas desenvolvidos com consultoria da ECOS

"Sexualidade, prazer em conhecer" é o nome da série de 20 programas televisivos, lançada no último dia 15 e que começará a ser transmitida no próximo dia 20 pelo Canal Futura. A iniciativa, pioneira na televisão, procura abordar a questão a partir das dúvidas dos próprios jovens, estimulando o debate aberto para a discussão de suas dúvidas, preconceitos e as formas de se protegerem das doenças sexualmente transmissíveis e da Aids. O objetivo é formar novos conceitos sobre sexualidade, lutar contra tabus e promover atitudes preventivas e protegidas além de estimular uma maior equidade nas relações entre homens e mulheres. 

Desenvolvido pela Schering do Brasil em parceria com a Fundação Roberto Marinho, o projeto foi concebido pela Ecos - Centro de Estudos e Comunicação em Sexualidade e Reprodução Humana, organização associada à Abong que atua em São Paulo há 12 anos. Além dos vídeos, a série é composta por um livro para o professor com textos e sugestões práticas para o trabalho com Sexualidade e Saúde Reprodutiva em escolas. 

Sylvia Cavasin e Silvani Arruda, educadoras da Ecos, destacam que é muito importante que os temas da Sexualidade e Saúde Reprodutiva sejam tratados de forma séria e competente pela mídia. "Por mais que os trabalhos com Educação Sexual já venham sendo realizados por muitas escolas, nunca houve uma repercussão de tal amplitude como poderá ter este projeto". 

Durante o lançamento do projeto, em São Paulo, foi realizado um debate informal entre estudantes convidados e especialistas em Educação Sexual, entre eles, Antonio Carlos Egypto, do GTPOS, Marcos Ribeiro, da ONG carioca Cores; Suely Andrade, da equipe técnica do Coordenação Nacional de Prevenção à DST/Aids, e Jairo Bouer, apresentador do programa Erótica (MTV). Um dos erros mais comuns na abordagem feita pelas escolas, segundo os debatedores, é tratar a questão da sexualidade apenas pelo lado da informação e da prevenção às DSTs/Aids ou gravidez. É preciso abordar também a discussão sobre gênero, os preconceitos, as emoções, a diversidade e os direitos que existem em relação à sexualidade e a saúde reprodutiva.


O papel das ONGs

Além da concepção do projeto, a Ecos elaborou os textos básicos para o Livro do Professor e sugeriu metodologias de trabalho. Os textos passaram por uma edição realizada por uma equipe de jornalistas da Fundação Roberto Marinho. Numa segunda fase, a Ecos prestou consultoria na produção e edição dos 20 vídeos que compõe a série.

Nelson Santonieri, coordenador do projeto na Fundação Roberto Marinho, destaca que o mais importante nesse trabalho foi o conteúdo desenvolvido pela Ecos: "a forma como o material é apresentado, se é vídeo ou uma publicação, não importa, e sim o conteúdo e o tratamento metodológico correto da questão". Santonieri ressaltou que a série vem demonstrar o valor das organizações da sociedade civil que, com seus próprios recursos, durante anos, desenvolveram um saber específico valioso e que agora pode ser divulgado.

No projeto, foram desenvolvidos 1.000 kits - fitas de vídeo e livro do professor - que serão distribuídos gratuitamente a escolas da rede estadual de ensino de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Goiás. Os professores de ensino médio passarão por uma capacitação para trabalhar o material em sala de aula, a ser realizada pela Fundação Roberto Marinho, em parceria com a Ecos.


ECOS - Tel./fax: (11) 3171-3315 email: ecos@uol.com.br web site: www.ecos.org.br

lerler
  • PROJETOS

    • Compartilhar Conhecimento: uma estratégia de fortalecimento das OSCs e de suas causas

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca