ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Pão Para o Mundo
  • REDES

    • Beyond
informes - ABONG

13112/04/2001 a 18/04/2001

Mobilizações contra a ALCA marcam o mês de abril: conferência discute modelo de integração para a América

Paralelamente à Terceira Cúpula de Chefes de Estado das Américas, que acontece em Quebec, Canadá, entre os dias 20 e 22 de abril, a Aliança Social Continental (ASC), a Rede Quebequense sobre Integração Continental (RQIC) e a Common Frontiers estarão promovendo a Segunda Conferência dos Povos das Américas - Construindo Juntos Américas Solidárias, entre os dias 17 e 21 de abril de 2001.

Representantes de organizações sociais e sindicais provenientes de 35 países das Américas, inclusive Cuba, participarão da conferência, que pretende avançar na formulação de propostas alternativas de integração. As atividades serão organizadas dentro dos seguintes fóruns temáticos: Mulheres e globalização; Educação; Trabalho; Agrário; Comunicação; Direitos Humanos; Meio Ambiente e Redistribuição Eqüitativa da Renda. Também estão programadas oficinas dentro das mesmas áreas temáticas, além de atividades culturais.

A Conferência surgiu como resposta da sociedade civil à decisão dos governos de priorizar a formação da Alca durante a cúpula, deixando em segundo plano a questão da educação, a eliminação da pobreza e da discriminação, a defesa e o fortalecimento da democracia e dos direitos humanos. Segundo a ASC, as reuniões de cúpula dos Chefes de Estado têm como único objetivo definir uma visão comum e lançar as bases de uma nova relação de parceria comercial nas Américas, o que pode promover um modelo de crescimento injusto. A ASC defende a consulta pública como ponto fundamental para as negociações e ressalta o papel de destaque dado aos empresários na discussão através do Fórum Empresarial das Américas. Abong, Ação Educativa, CUT e CNTE são algumas das entidades que estão enviando representantes para o evento.

Buenos Aires - Nos dias 6 e 7 de abril, ministros dos 34 países que negociam a Alca, exceto Cuba, participaram em Buenos Aires, Argentina, de reunião preparatória para a Cúpula das Américas. Manifestantes de várias partes do país e do sul do Brasil começaram a chegar à cidade no dia 4. No dia 5, uma caravana de 25 ônibus, composta por sindicalistas, estudantes, movimentos populares, ONGs e militantes de partidos de esquerda brasileiros que participariam das manifestações, foi barrada na fronteira com a Argentina. Leonardo Toss, do Centro de Assessoria Multiprofissional (CAMP), ONG representante do Fórum Sul na manifestação, relata que os oficiais de fronteira alegaram que os membros da caravana não se enquadravam na categoria turista e não tinham U$ 50 por dia. Em reação ao bloqueio, os participantes da caravana ocuparam o consulado da Argentina em Paissandu, no Uruguai, e exigiram uma manifestação por escrito para a não-entrada dos brasileiros no país. Para Toss, apesar de não terem podido participar diretamente em Buenos Aires, o resultado geral foi positivo. "Acho que agora o debate sobre a Alca começa realmente a ser feito".


Informações - www.sommetdespeuples.org
Tel: (1 514) 982-6606 r.2001 E-mail: rqic@alternatives.ca

lerler
  • PROJETOS

    • Agenda 2030

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca