ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • FIP
  • REDES

    • Action2015
informes - ABONG

111outubro de 2000

Mulheres entregam 4,6 milhões de assinaturas ao FMI e BM

A Marcha Mundial das Mulheres foi encerrada no último dia 17, em Nova Iorque. As atividades previstas para a data incluíam a entrega das 4 milhões, 616 mil e 352 assinaturas coletadas em todo o mundo em protesto contra as políticas do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional - FMI, responsáveis pela situação de miséria em que vivem milhões de pessoas em todo o mundo. O Brasil apresentou a quarta maior contribuição para o abaixo-assinado, com 150 mil assinaturas.

No mesmo dia, a delegação oficial dos 157 países que integram a Marcha foi recebida pelo secretário-geral da ONU, Kofi Annan, e depois participariam de um ato show no Central Park.

No dia 15, mulheres vestidas com as cores dos diversos continentes invadiram as ruas de Washington, cantando, dançando e contagiando as pessoas que passavam com palavras de ordem como "abusar de uma mulher é abusar da terra", e cantos dizendo que "a questão da igualdade não é somente uma questão de direitos das mulheres mas que é uma questão de direitos humanos." Logo em seguida a delegação oficial da Marcha foi recebida pelo presidente do Banco Mundial, James Wolfensohn, e por um dos diretores do FMI, Horst Köhler. Na ocasião foram apresentados os manifestos de protestos de todos os continentes; o protesto do Canadá afirmava "o discurso politicamente correto do Banco Mundial e a prática mais que politicamente incorreta."


Brasil

A delegação oficial do Brasil nos Estados Unidos foi composta por: Miriam Nobre, da Sempreviva Organização Feminista - SOF, Edinalva Bezerra, do Conselho de Mulheres Trabalhadoras da Central Única dos Trabalhadores - CUT, Liege Rocha, da União Brasileira de Mulheres e Raimunda de Macena, da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura - Contag, em nome das trabalhadoras rurais. Além da delegação oficial, várias entidades brasileiras enviaram representantes para fazerem parte das manifestações e protestos nos Estados Unidos.

Em São Paulo mais de 3 mil mulheres estavam na Praça Ramos, numa passeata de três alas: 1) pobreza; 2) violência contra mulher; 3) irreverência, que passou na Bolsa de Valores e se encerrou na Praça da Sé. Várias mulheres de diversas entidades populares de municípios vizinhos de São Paulo vieram até a Capital para se unirem às atividades da Marcha.

Já em Brasília houve uma manifestação em frente ao local onde se realizava o Seminário organizado pelo Banco Mundial contra a pobreza. Em todos os estados brasileiros ocorreram manifestações, protestos, caminhadas etc.

Acompanhe os resultados da Marcha entrando em contato com a Secretaria da Marcha: Fone (11) 3819-3876; E-mail marcha2000@sof.org.br; Site www.sof.org.br/marcha2000.

lerler
  • PROJETOS

    • Informação, formação e comunicação em favor de um ambiente mais seguro para a sociedade civil organizada

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca