ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Misereor
  • REDES

    • Action2015
informes - ABONG

4652/06/2010 a 16/06/2010

Ruralistas pressionam organizações que lutam pela conservação do meio ambiente

Uma reportagem publicada pelo jornal Valor Econômico em 24 de maio relata uma nova forma de pressão encontrada por ruralistas contra organizações que lutam pela conservação do meio ambiente no Brasil. Após declarar guerra ao Código Florestal e à legislação ambiental do país, o setor agora apela para o constrangimento de empresas financiadoras dessas organizações, no sentido de pressioná-las a “baixar o tom” de suas campanhas e ações.

 

Responsável pela campanha “Exterminadores do Futuro”, que procura monitorar as tentativas de desmantelamento da legislação ambiental e os(as) parlamentares responsáveis por elas, a SOS Mata Atlântica, organização associada à ABONG, foi alvo desse tipo de atitude por parte dos ruralistas. Empresas que financiam a organização foram pressionadas a retirar seus apoios caso a campanha não recuasse. Em entrevista ao Informes ABONG, Mário Mantovani, diretor de políticas públicas da SOS, fala sobre a questão.

 

1.Segundo reportagem do jornal Valor Econômico, publicada em 24 de maio, algumas empresas ligadas ao agronegócio teriam pressionado financiadores da SOS Mata Atlântica para que convencessem a organização a recuar na campanha Exterminadores do Futuro. Do que trata a campanha de modo geral e qual ameaça ela representa para os ruralistas?


A pressão veio de deputados ligados ao agronegócio. Eles ameaçaram convocar patrocinadores da SOS Mata Atlântica para uma audiência pública sobre as mudanças no Código Florestal brasileiro. A campanha Exterminadores do Futuro foi lançada pela SOS Mata Atlântica com o objetivo de proteger a legislação ambiental brasileira, em especial o Código Florestal. A bancada ruralista do congresso é a principal articuladora das mudanças indesejadas no Código Florestal, que podem colocar os recursos naturais brasileiros em perigo, por isso se sentiu incomodada quando a campanha foi lançada. O conteúdo da campanha pode ser conhecido em www.sosma.org.br/exterminadores

 

b. Como foi feita essa aproximação e de quer forma essa pressão pôde ser sentida pela organização?

Este tipo de pressão não faz sentido porque as empresas que patrocinam uma causa não participam diretamente das decisões políticas da organização patrocinada.

 

c. Qual foi a resposta da SOS Mata Atlântica?

A SOS Mata Atlântica esclareceu suas intenções a seus patrocinadores e continuou com sua campanha.

 

d. Como esse tipo de pressão pode afetar o trabalho das ONGs ambientalistas?

Em primeiro lugar, as ONGs ambientalistas precisam manter um relacionamento estreito com seus patrocinadores e serem transparentes. Mas é importante que as ONGs tenham liberdade de atuação, o que também deve ser deixado claro na relação com os patrocinadores.

lerler
  • PROJETOS

    • FIP - Fórum Internacional das Plataformas Nacionais de ONGs

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca