ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • CIVICUS
  • REDES

    • MCCE
informes - ABONG

50431/10/2012 a 06/12/2012

Entidades da Plataforma pela Reforma do Sistema Político lançam materiais em Café da Manhã no Congresso Nacional

Em um esforço empreendido pelas entidades que compõem a Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma do Sistema Político, foi lançada, na manhã de 17 de outubro, uma cartilha e dois vídeos que farão parte de uma campanha midiática para potencializar as assinaturas da Lei de Iniciativa Popular que propõe um novo modelo de sistema político.

 

Diversas organizações da sociedade civil, além de representações parlamentares, estiveram presentes no Café da Manhã de lançamento dos materiais, que teve como foco a importância da aprovação da Reforma Política  e o debate acerca das estratégias para que essa pauta, que há mais de um ano está parada dentro do Congresso,  tenha algum tipo de definição.

 

Para Rivane Arantes, represente da Organização SOS Corpo, uma das entidades que fazem parte da Plataforma, o café da manhã foi um evento importante para, mais uma vez, dialogar com a sociedade e com representantes do Congresso Nacional. “Estamos aqui, no Congresso Nacional, lançando a Cartilha e os vídeos que mostram, claramente, quais são as propostas contidas na Lei de Iniciativa Popular para a Reforma Política, com uma linguagem acessível e ilustrativa. Vamos compartilhar esses materiais em todos os segmentos da sociedade, assim como pressionar os nossos representantes no Congresso Nacional sobre os seus posicionamentos perante o tema”, disse.

 

O Deputado Daniel Almeida (PCdoB/BA) parabenizou a iniciativa da Plataforma na criação desses materiais que trazem uma linguagem mais acessível para a população. "A abordagem que a Plataforma está fazendo é importante para facilitar o debate. Sabemos que o tema da Reforma Política é muito complexo, portanto, trabalhar linguagens que sejam acessíveis à população é fundamental. Parabéns à Plataforma pelo lançamento dos materiais”.

 

O Senador Humberto Costa (PT/PE),  manifestou o seu posicionamento pela Reforma Política, principalmente em relação ao tema do financiamento público de campanha. "Eu tenho muita identidade com as propostas contidas na Plataforma da Reforma Política. Na minha avaliação a questão do financiamento público exclusivo para campanha é urgente. A aprovação do financiamento publico é a possibilidade de uma fiscalização maior por parte dos órgãos reguladores do Estado, além de romper com a lógica das contrapartidas, em relação aos financiadores e financiados," defendeu o senado pernambucano.

 

 

O caminho é a Lei de Iniciativa Popular


Durante as explanações no Café da Manhã ficou evidente o entrave que é o tema da Reforma Política dentro do Congresso Nacional. Diante dessa correlação de forças desfavorável, parlamentares e entidades acreditam que o único caminho que se aponta é a Lei de Iniciativa Popular.

 

A Deputada Federal e integrante da Comissão Especial pela Reforma Política, Erika Kokai (PT/DF), traz um visão pessimista sobre a votação da Reforma pelos colegas parlamentares. "Infelizmente, o parlamento está se distanciando da lógica democrática.  Dentro da correlação de forças no Congresso, a Reforma Política como queremos não será votada. Por isso, este projeto de Iniciativa Popular  é o caminho, significa a reapropriação do poder do povo, rompendo com a lógica patrimonialista do nosso sistema político,” defende.

O Deputado Pedro Uczai (PT/SC) concorda com a colega de partido e a reafirma o difícil contexto político dentro do parlamento. “Estou convicto que não vai sair a Reforma Política dentro da correlação de forças do Congresso Nacional. O único caminho dentro da Reforma Política deve ser pelo Projeto de Iniciativa Popular”.

 

 

Para o representante do INESC, e articulador da Plataforma da Reforma Política, José Moroni, o debate sobre  a Reforma Política está em um cenário bem complicado dentro do Congresso. “Estamos um contexto muito complicado. Vamos construir um diálogo com o relator da Comissão Especial da Reforma Política, o Deputado. Henrique Fontana (PT/RS). Precisamos fazer o verdadeiro debate político, e para isso, precisamos desse relatório aprovado pela Comissão. Sabemos que a nossa proposta para a Reforma Política é muito mais ampla do que somente as mudanças no sistema eleitoral, por isso, manteremos a estratégia da Plataforma ligada à Lei da Iniciativa Popular”, defende Moroni.

 

Baixe os materiais aqui.

 

Para acessar a cartilha com todas as propostas:

http://www.reformapolitica.org.br/component/content/article/26-em-destaque/643-cartilha-da-reforma-politica--conheca-leia-e-baixe.html

Para acessar vídeo sobre as propostas para a democracia direta:

http://www.reformapolitica.org.br/component/content/article/26-em-destaque/645-democracia-direta-assista-ao-video-da-reforma-politica.html

Para acessar vídeo sobre as propostas para democracia representativa:

http://www.reformapolitica.org.br/component/content/article/26-em-destaque/644-democracia-representativa-assista-ao-video-da-reforma-politica.html

Para acessar os cartões postais sobre a reforma política:


http://www.reformapolitica.org.br/component/content/article/26-em-destaque/642-postais-da-reforma-politica-conheca-e-baixe.html

A assinatura pode ser feita no site www.reformapolitica.org.br

 

Fonte: www.reformapolitica.org.br

 

lerler
  • PROJETOS

    • Fórum Social Mundial

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca