ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Misereor
  • REDES

    • FIP
informes - ABONG

50431/10/2012 a 06/12/2012

Sociedade civil se mobiliza contra a violência em Palmas, TO

Integrante do Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH), o Centro de Direitos Humanos de Palmas (CDHP) lançou no dia 19 de outubro um projeto que visa combater a violência e contribuir para o maior controle social das ações governamentais. Chamado de “Combate a Violência e Promoção da Cultura de Paz e Formação para Conselhos Comunitários de Segurança Pública”, o projeto irá promover oficinas com diferentes grupos sociais, como a polícia comunitária, lideranças locais e religiosas, associação de moradores e sócios do CDHP.

 

Participaram do lançamento 47 pessoas de diferentes seguimentos da sociedade, como promotores/as, policiais militares, integrantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), estudantes e lideranças indígenas, entre outros. Motivados e confiantes no projeto, definiram importantes direções a serem tomadas, como melhorias de políticas públicas, segurança, educação social e política. Para Silvia Patrícia da Costa, articuladora do CDHP e conselheira penitenciaria do Estado do Tocantins, o apoio da população é imprescindível no processo, principalmente através de “sua atuação voltada para a reivindicação dos direitos, contribuindo com as ações de controle social e acompanhamento das políticas de segurança publica e o combate à violência”.

 

Tocantins é o Estado mais novo da União e Palmas, sua capital, apresenta o elevado índice imigratório de 5,21% ao ano, maior que a média nacional de 1,17%. A violência tem acompanhado esse crescimento gradual, entretanto, o poder público não apresenta medidas suficientes para conter esse avanço. O CDHP atua no sistema de segurança pública combatendo a violência policial e em ambiente carcerário, por meio de denúncias aos órgãos responsáveis e ações voltadas à população mais vulnerável, oferecendo oficinas, seminários, e comissões de educação em direitos humanos. Ações da CDHP visam, como afirma Silvia Patrícia, “a conscientização da população menos favorecidas para se protegerem das formas de violações de direitos humanos e arbitrariedades praticadas pelo Estado”

 

 

lerler
  • PROJETOS

    • Observatório da Sociedade Civil

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca