ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Instituto C&A
  • REDES

    • Beyond
informes - ABONG

44028/04/2009 a 6/05/2009

Rede de Tecnologia Social: um espaço de articulação e troca de experiências

Entre os dias 13 a 17 de abril, aconteceu em Brasília o encontro da Rede de Tecnologia Social (RTS). Dentro desse encontro, foi realizado o II Fórum Nacional RTS, nos dias 13, 14 e 15 que, dividido em cinco áreas temáticas, apresentou Tecnologias Sociais, classificadas segundo capacidade de transformação social, reaplicação em escala e geração de trabalho e renda. Nos dias 16 e 17, aconteceu a Conferência Internacional que foi um momento de reflexão sobre as oportunidades abertas pela crise econômica mundial para se repensar o modelo de desenvolvimento vigente e o papel das tecnologias sociais neste processo.

 

A Abong faz parte do Comitê Coordenador, foi responsável pela realização dos dois eventos e acredita que a Rede é um espaço de articulação importante, que conceitua e reafirma a tecnologia social como parte intrínseca da ação das organizações da sociedade civil.

 

Rede social é uma nova forma de tecer os conhecimentos práticos e teóricos que se relacionam complexa e transversalmente. Uma rede é formada pela vontade de interagir e articular, não basta juntar pessoas e instituições, nela deve ser criada a ideia de compartilhar conhecimento e de ter um objetivo comum. No caso da RTS, a tecnologia social é este fio condutor. Tecnologias sociais (TS) são produtos, técnicas e metodologias reaplicáveis, que devem partir de um processo de coletivização do saber, com a participação da comunidade e devem apresentar efetivas soluções para a transformação social. A RTS tem hoje 688 instituições no Brasil e em outros países, e foi criada em abril de 2005.

 

Para Aldalice Otterloo, representante da Abong no Comitê Coordenador, o desafio da Rede é “trocar experiências entre os membros de forma mais constante, ter uma dinâmica de funcionamento mais participativa, fortalecer estratégias democráticas, sistematizar as experiências de TS e garantir a construção de alianças”.  Ela acredita que a Rede avançou muito nestes anos, mas ainda precisa melhorar na sua dinâmica e na troca de experiência. “Nosso desafio é a criação da RTS com a participação do governo, sociedade civil e empresas, isso representa um avanço na política brasileira de participação e na constituição de políticas e de ações mais democráticas e inclusivas”.

 

No site da RTS, há uma ótima cobertura sobre o encontro, com os debates e temas e as perspectivas para o futuro da Rede. Sobre a Conferência Internacional http://www.rts.org.br/noticias/destaque-1/conferencia-internacional-aponta-oportunidades-diante-da-crise-economica

 

Sobre o Fórum e a Conferência http://www.rts.org.br//noticias/noticias_rts

Entrevista com Aldalice Otterloo http://www.rts.org.br/entrevistas/aldalice-otterloo-diretora-executiva-da-associacao-brasileira-de-organizacoes-nao-governamentais-abong

 

Para saber mais sobre a rede e como participar acesse também o site www.rts.org.br

lerler
  • PROJETOS

    • FIP - Fórum Internacional das Plataformas Nacionais de ONGs

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca