ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Instituto C&A
  • REDES

    • Beyond
informes - ABONG

52205/06/2014 a 03/07/2014

Dia Mundial do Meio Ambiente é de comemoração e cobranças

Para o PNUMA, o Dia Mundial do Meio Ambiente existe também para mostrar o lado humano das questões ambientais / Foto: Vládia Lima - Acervo Centro Sabiá

 

Por Alex Carvalho


Dia 5 de junho. Essa foi a data escolhida para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente. Ela foi estabelecida pela Assembleia Geral das Organizações das Nações Unidas (ONU), em 1972. A data marca a abertura da Conferência de Estocolmo sobre o Meio Ambiente, a primeira reunião global para discutir a responsabilidade e o papel de cada país em comedir os danos causados pelas ações humanas contra o meio ambiente, que começava a se tornar preocupante. No Brasil, a data é motivo para se comemorar os avanços do movimento agroecológico no país e denunciar os descasos ainda praticados pelas diversas esferas de poder, em especial pelo agronegócio. Em Pernambuco haverá diversas atividades organizadas por várias organizações dos movimentos sociais.

 

Falando sobre a instituição da data na Conferência de Estocolmo, o professor de climatologia e geógrafo da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Lucivânio Jatobá, lembra da conjuntura política internacional daquele momento. “A Conferência ocorria em plena Guerra Fria, quando Capitalismo e Socialismo, sistemas que degradaram e ainda degradam o meio ambiente estavam se digladiando. Essa é considerada a primeira e importantíssima ação efetiva para a proteção do planeta, a proteção da natureza”, afirma.

 

De acordo com o programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), o Dia Mundial do Meio Ambiente existe para “mostrar o lado humano das questões ambientais; capacitar as pessoas a se tornarem agentes ativos do desenvolvimento sustentável; promover a compreensão de que é fundamental que comunidades e indivíduos mudem atitudes em relação ao uso dos recursos e das questões ambientais e advogar parcerias para garantir que todas as nações e povos desfrutem um futuro mais seguro e mais próspero”.

O PNUMA escolheu o país caribenho Barbados como sede mundial de celebração da data no ano de 2014. A escolha do país foi principalmente pelo alto índice de eletricidade gerada através de energia solar, o que chamamos de energia limpa.

 

Ações Locais: Em Pernambuco também ocorrerão ações que lembram a importância do Dia Mundial do Meio Ambiente. O Centro Sabiá será parceiro de várias delas. Na Região Metropolitana do Recife, agricultores e agricultoras da Zona da Mata Sul participam comercializando seus produtos agroecológicos, da Feira de Sustentabilidade do SESC Santo Amaro. Na Zona da Mata, em Rio Formoso, acontece um ato público na Feira da Agricultura Familiar, na quarta-feira, dia 4 de junho. Na ocasião acontecerá uma caminhada em que agricultores e agricultoras distribuirão mudas de plantas e materiais de divulgação sobre a agroecologia.

 

No Sertão do Pajeú, famílias agricultoras e organizações de assessoria da região comemoram o 14º aniversário da Feira Agroecológica de Serra Talhada (FAST), no dia sete de junho. Além disso, no município de Triunfo, o Centro Sabiá realizará uma panfletagem na feira livre local chamando a atenção da população para o consumo de alimentos produzidos com agrotóxicos. Para encerrar o mês, a ONG Diaconia, em parceria com o Centro Sabiá e outras organizações da região do Sertão do Pajeú realizam a Semana Mundial do meio Ambiente (SEMEIA) entre os dias 25 e 26. Uma caravana intitulada “Rio Pajeú – rio de cultura, histórias e impactos”, visitará vários pontos da margem do rio para construir um documento sobre a sua situação atual, com o intuito de denunciar e cobrar das autoridades ações de recuperação e preservação da bacia do Rio Pajeú.

 

 

Fonte: Centro Sabiá

lerler
  • PROJETOS

    • Novos paradigmas de desenvolvimento: pensar, propor, difundir

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca