ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Misereor
  • REDES

    • MCCE
informes - ABONG

40820/11/2007 a 26/11/2007

Ato público celebra construção de 221 mil cisternas

Em 13 de novembro, um ato público em Feira de Santana (BA) reuniu mais de 5 mil pessoas para uma grande comemoração: no período de julho de 2000 a outubro de 2007, foram construídas 221.514 cisternas pelo Programa de Formação e Mobilização Social para a Convivência com o Semi-Árido: Um Milhão de Cisternas Rurais (P1MC), da Articulação no Semi-Árido Brasileiro (ASA), resultando no acesso à água de qualidade para um milhão de pessoas.

A ASA reúne, hoje, cerca de 750 organizações da sociedade civil dos mais diversos segmentos, como ONGs de desenvolvimento e ambientalistas – entre elas, várias associadas à Abong –, sindicatos de trabalhadores/as rurais, associações de agricultores/as, igrejas católicas e evangélicas, cooperativas de produção. A rede desenvolve o P1MC em parceria com organismos da cooperação internacional e órgãos governamentais, a exemplo do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) em 1.031 municípios, distribuídos pelos 11 Estados da região semi-árida do País (Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe).

“O processo de formação e mobilização social é que viabiliza e possibilita a conquista das famílias às cisternas rurais”, salienta José Aldo dos Santos, integrante da coordenação executiva da ASA Brasil e coordenador geral da ONG Centro Sabiá (PE). “E este processo está numa dinâmica em que a esperança está vencendo alguns medos das famílias agricultoras – medo da miséria, de não ser cidadã. Assim, a questão não é a construção pela construção da cisterna: a questão é a construção da rede social, da cidadania, da segurança.” São estes aspectos, afirma ele, que fortalecem e possibilitam às famílias terem dignidade e auto-estima por meio de um direito básico: a água para consumo, potável.

Para Aldo, o ato foi muito positivo: mostrou a importância de todo o processo e, também, foi um momento para reivindicar a continuidade da parceria com o governo federal, que possibilitou a construção de mais de 160 mil cisternas, das 221 mil construídas. “E cada cisterna beneficia cinco pessoas”, explica.

No encerramento da celebração, o coordenador da ASA entregou a prestação de contas do P1MC, referente ao Termo de Parceria 01/2003, ao secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, Onaur Ruano – que aproveitou a oportunidade para anunciar a celebração de um novo termo de parceria com a ASA, ainda neste ano, para a construção de mais cisternas no Semi-Árido. Saiba mais: www.asabrasil.org.br

lerler
  • PROJETOS

    • Fórum Social Mundial

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca