ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Misereor
  • REDES

    • Plebiscito Constituinte
informes - ABONG

40530/10/2007 a 5/11/2007

Mulheres reúnem-se no Fórum Paralelo Sobre a Previdência

Com o objetivo de pressionar para que ocorram mudanças na Previdência Social brasileira, cerca de 400 mulheres, representações de áreas urbanas e rurais, promovem, em Brasília, o Fórum Itinerante e Paralelo sobre Previdência Social (FIPPS). O encontro, realizado nos dias 30 e 31 de outubro, acontece paralelamente ao Fórum Nacional da Previdência Social (FNPS), na mesma cidade, criado em fevereiro pelo presidente da República para discutir o aperfeiçoamento do sistema previdenciário.

O FIPPS foi convocado pela Articulação de Mulheres Brasileiras (AMB), Articulação de Organizações de Mulheres Negras Brasileiras (AMNB), Campanha Nacional pela Aposentadoria das Donas-de-Casa, Federação Nacional de Trabalhadoras Domésticas (Fenatrad), Marcha Mundial das Mulheres (MMM), Movimento Interestadual de Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB), Movimento de Mulheres Camponesas (MMC) e Movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais do Nordeste (MMTR-NE) e conta com o apoio de diversas organizações da sociedade civil.

A secretária executiva da AMB e educadora do SOS Corpo – Instituto Feminista para Democracia, Silvia Camurça, lembra que o FIPPS foi lançado no dia 10 abril, em Brasília, em frente ao Ministério da Previdência, durante uma das reuniões do Fórum oficial, para dar visibilidade às questões das mulheres. Apesar de terem solicitado vaga no Fórum Nacional, só conseguiram ser ouvintes.

 

“Os movimentos sociais ficaram de fora, só participam integrantes do governo, empresários e centrais sindicais”, salienta. “Mas a ministra Nilcéa Freire, da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, tem sido uma aliada importante no Fórum oficial, recebendo comissões do movimento, dialogado e defendido às demandas que apresentamos.”

As entidades que convocam FIPPS, como relata Silvia, organizaram atividades, nos meses subseqüentes ao seu lançamento, na Bahia, Pernambuco e São Paulo, além de um seminário técnico em Brasília, em julho. A reunião deste final de outubro é a última atividade do Fórum Paralelo, já que o Fórum oficial está encerrando seus trabalhos nesta semana.

No primeiro dia do Fórum Paralelo, foram formados grupos de trabalho para intercâmbio sobre a situação das mulheres no mundo do trabalho, no campo e na cidade, para melhor identificar as problemáticas enfrentadas. Também foram revisadas as propostas para o aprimoramento da Previdência brasileira, elaboradas nos debates e seminários do FIPPS.

Silvia observa que, no âmbito do FNPS, as mulheres são apontadas, com freqüência, como parte do suposto problema da Previdência. “E, com isto, cogita-se em reduzir a diferença de idade para aposentadoria, cancelar benefícios de pensão a viúvas jovens e sem filhos, manter o fator previdenciário. Ou seja, além de deixar ao abandono a população do setor informal – sem pensar nos avanços que podemos ter com a proteção social desta população, 70% da qual é de mulheres – cogita-se na retirada de direitos adquiridos, no caso das mulheres.”

No dia 31, o centro dos debates está nas estratégias de segmento da luta até o final deste ano e em 2008, que darão base para a elaboração de uma carta, a ser entregue ao FNPS. “O Fórum Paralelo acaba, mas a luta continua, assim, teremos que pensar de que forma seguiremos no ano que vem.” Saiba mais:: www.articulacaodemulheres.org.br/

lerler
  • PROJETOS

    • Programa de Desenvolvimento Institucional (PDI)

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca