ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Pão Para o Mundo
  • REDES

    • Beyond
informes - ABONG

40316/10/2007 a 22/10/2007

Movimentos realizam ação global contra a dívida e as IFIs

No período de 14 e 21 de outubro, movimentos sociais de várias partes do mundo convocam a sociedade internacional a aderir à Semana de Ação Global contra a Dívida e as Instituições Financeiras Internacionais (IFIs).

De acordo com Fabrina Furtado, da Secretaria Executiva da Rede Brasil sobre Instituições Financeiras Multilaterais, esta Semana foi uma proposta estabelecida no último Fórum Social Mundial, em Nairóbi, onde muitas denúncias contra a dívida e as políticas das IFIs foram apresentadas.

 

“O objetivo é chamar atenção para o fato de que a dívida é ilegítima, continua sendo um problema grave, usada como instrumento de dominação por parte dos governos do Norte e das IFIs como o FMI, o Banco Mundial e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Essas IFIs precisam ser responsabilizadas pela exploração socioambiental causadas pelas suas políticas e pelo crescimento da dívida de forma irresponsável e ilegítima”, salienta.

Esta semana de 2007 também foi escolhida por incluir várias datas importantes, como o 17 de outubro, Dia Internacional pela Erradicação da Pobreza e Dia da Mobilização da Chamada Global para Ação contra a Pobreza – Aliança pela Igualdade. Nesse período, informa Fabrina, acontecem diversas formas de ação e mobilização, realizadas por no mínimo 297 organizações nacionais e 24 redes regionais e internacionais de 60 países.

No Brasil, a Rede Jubileu Sul e o GT Parlamento da Rede Brasil sobre Instituições Financeiras Multilaterais e da Rede Brasileira pela Integração dos Povos (Rebrip) e a Frente Parlamentar pela Auditoria da Dívida Pública realizaram, no dia 17, um café da manhã com parlamentares e representantes da sociedade civil, para apresentarem reivindicações como a auditoria da dívida com participação popular, ações contra as IFIs e pela transparência e participação popular no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Na ocasião, também foram entregues a publicação elaborada para a Semana de Ação Global e a Plataforma BNDES – documento que nasce, como explica Fabrina, da articulação da Rede Brasil e do Ibase com várias outras organizações, redes e movimentos, com o intuito de colocar em debate o papel do BNDES. “Esta plataforma também poderá ser utilizada para garantir que o Banco do Sul, que será lançado em 3 de novembro, e ao contrário do andamento das negociações, seja de fato um instrumento autônomo e soberano de financiamento de um desenvolvimento, com justiça socioambiental capaz de superar as assimetrias inter e intra-regionais.”

Após as apresentações de Carlos Tautz, do Ibase e membro da Rede Brasil, e de Maria Lúcia Fattorelli, economista e coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida, sobre a auditoria oficial da dívida do Equador, os/as parlamentares firmaram, como destaca Fabrina, alguns compromissos, entre eles: solicitar, por meio das comissões de finanças e relações exteriores, a realização de uma audiência sobre o Banco do Sul; entrar com requerimento de informações no Executivo sobre as negociações em torno do Banco e o posicionamento do governo brasileiro.

 

“O encontro foi muito importante porque conseguimos diferentes compromissos por parte dos parlamentares, que também reforçaram a necessidade de pressionar o BNDES para garantir uma maior transparência, participação da sociedade civil e mudança no modelo de desenvolvimento que agora financia” Faça o download das publicações e saiba mais: www.rbrasil.org.br

lerler
  • PROJETOS

    • Observatório da Sociedade Civil

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca