ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Misereor
  • REDES

    • Action2015

Pelo direito à manifestação em São Paulo: carta de repúdio à violência policial

17/06/2013

Nós, instituições e grupos com longo histórico de trabalho em torno da ampliação e consolidação de direitos sociais no Brasil e na cidade de São Paulo, em especial da juventude, repudiamos a resposta brutal da Polícia Militar do Estado de São Paulo às manifestações que vêm ocorrendo contra o aumento das tarifas de transporte coletivo.

 

Não aceitamos justificativas de governos que buscam criminalizar os movimentos sociais, repetindo um discurso que se fez durante o período militar, de defesa da ordem a todo custo. A interdição do diálogo, desqualificando as demandas sociais que mobilizam milhares, ou talvez milhões de cidadãos e cidadãs paulistanos/as, não é uma resposta válida num Estado Democrático de Direito.

 

Alguns de nossos integrantes sentiram na própria pele, ao longo desses dias, o terror que vem sendo imposto a manifestantes que, em sua enorme maioria, procuram defender suas posições de forma pacífica, exercendo direitos conquistados a muito custo nesse país. Testemunhamos grandes atos com ações isoladas de depredação, que não contaram com a anuência da maior parte de seus integrantes e que só se tornaram mais expressivas em resposta à ação irresponsável por parte das forças policiais, aparentemente sob a orientação de seus superiores.

 

Reconhecemos o envolvimento importante de jovens que exercitam o direito constitucional à livre manifestação, fortalecendo o que há de mais importante: a cidadania, o fazer coletivo, a consciência de sermos sujeitos políticos.

 

Acreditamos no aprofundamento da democracia no Brasil e na ampliação do diálogo entre a sociedade civil e o poder público. Isso só será possível, no entanto, se governos e seus reguladores forem firmes no dever de resguardar os espaços de participação, inclusive o espaço das ruas, para que seus cidadãos e cidadãs se manifestem.

 

Para aderir à carta de repúdio envie e-mail para comunica@acaoeducativa.org até segunda-feira (17).Assinaturas coletadas no dia 14 de junho:

 

Ação Educativa

Artigo 19

Associação Cidade Escola Aprendiz

Católicas Pelo Direito de Decidir

Centro de Memória do ABC

Ciclocidade – Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo

Comunidade Cidadã

ECOS - Comunicação em Sexualidade

Escola de Governo

Federação Nacional dos Advogados

Fórum Sindical dos Trabalhadores/ SP

Fórum Municipal do Hip Hop/ SP

Grupo Tortura Nunca Mais/SP

GT Juventude da Rede Nossa São Paulo

Instituto Paulista de Juventude

Instituto Pólis

Jovens Feministas de São Paulo

Luta Popular

Pastoral da Juventude de São Miguel Paulista

Sarau do Candeeiro

Viração Educomunicação

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Observatório da Sociedade Civil

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca