ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Misereor
  • REDES

    • MCCE

Nota pública sobre o julgamento do caso de assassinato de 12 jovens em Cabula, Bahia

28/07/2015

©Rafael Bonifácio

A Anistia Internacional vê com surpresa e preocupação a sentença divulgada na última sexta feira (24), sobre o assassinato de 12 jovens no dia 6 de fevereiro de 2015, no episódio que ficou conhecido como Chacina de Cabula. A decisão aceita a versão de que os policiais acusados agiram em legítima defesa. A apuração feita pela Anistia Internacional, em parceria com a campanha “Reaja ou Será Morta, Reaja ou será Morto” apontou sérios indícios de que os jovens foram executados.

A Anistia Internacional espera que o Ministério Público recorra da decisão e continue se empenhando para que haja justiça. A organização também espera que os laudos periciais do caso sejam colocados à disposição para a realização de uma perícia independente.

A Anistia Internacional reitera seu apelo às autoridades pela garantia de proteção das testemunhas, familiares e moradores de Cabula que têm sido vítimas de constantes ameaças e intimidações, bem como pela garantia de assistência e apoio às famílias das vítimas.

Fonte: Anistia Internacional 

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • FIP - Fórum Internacional das Plataformas Nacionais de ONGs

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca