ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • CIVICUS
  • REDES

    • ALOP

Fórum para Saúde, Meio Ambiente e Terra rumo a uma ação coletiva

18/10/2010

De 23 a 25 de outubro Cairo, capital do Egito, receberá o Fórum para Saúde, Meio Ambiente e Terra rumo a uma ação coletiva. Iniciativa de organizações e redes da sociedade civil e movimentos sociais da região do Magreb, o evento está sendo idealizado como continuidade do primeiro Fórum para Saúde e Meio Ambiente, que aconteceu em 2008. Este foi convocado pela Associação para Desenvolvimento Ambiental e da Saúde (Association for Health and Environmental Development (AHED), em colaboração com o Movimento Popular de Saúde (People's Health Movement), e organizado em coordenação com a Sociedade Palestina de Assistência Médica (PMRS) e a Arab Resource Collective (ARC), Líbano. Contou com a presença de 182 participantes de 18 países diferentes. Além disso, também dará sequência ao Fórum da Terra, organizado em conjunto com a Habitat International Coalition do Oriente Médio e Norte da África, há dois anos.

Segundo os organizadores, a despeito da melhora geral nos indicadores de saúde em quase todos os países da região árabe, as desigualdades permanecem fortes nos países. Sistemas políticos não democráticos, políticas neoliberais e ondas de privatização, guerras, conflitos e instabilidade política são os maiores determinantes para a desigualdade de saúde e doença da região, somando-se às disparidades clássicas baseadas em gênero, etnia, religião e local de residência. Além disso, a falta de mecanismos de controle, o prevalência da cultura de caridade e a fragmentação são algumas das razões internas.

Para eles, as reformas econômicas neoliberais levaram a uma retirada do Estado do oferecimento de serviços, deixando o espaço para o setor privado não controlado e orientado pelo lucro, na maior parte dos casos. Isso levou, por sua vez à fraqueza estrutural da seguridade social e do acesso aos serviços essenciais mesmo quando a seguridade social e o direito aos serviços básicos estejam protegidos pelas leis e constituições nacionais. E as consequências das mudanças climáticas irá fortemente afetar as vidas e as formas de vida das pessoas. Entretanto, os pobres irão pagar a maior parte da conta.

Os objetivos principais desta segunda edição:

1. Criar canais pelos quais as vozes das pessoas sejam ouvidas, especialmente dos mais marginalizados, e que possam influenciar as políticas sociais, econômicas e de saúde que moldam suas vidas, formas de viver e sua saúde.

2. Consolidar um diálogo sobre políticas entre os diferentes envolvidos politicamente na região.

3. Melhorar a comunicação e a criação de redes entre as diferentes sociedades civis por todas as regiões e entre elas e outros envolvidos politicamente.

4. Ajudar em um processo de identificação das necessidades para a capacitação do setor não governamental sem fins lucrativos na região.

5. Criar uma plataforma para solidariedade na região assim como ação conjunta dos atores da sociedade civil e movimentos sociais especialmente para proteger a saúde do povo, em defesa dos direitos sociais, econômicos e políticos do povo.

Os temas do evento serão:

1. Desenvolvimento centrado no povo (paradigma alternativo para o desenvolvimento e o papel do setor não governamental e sem fins lucrativos).

2. Direitos Ambientais e de Saúde e a estrutura de governança atual (agenda de campanha para a reforma da governança da saúde e meio ambiente).

3.Nossa região e o perigo do aquecimento global (ação coletiva para atenuar/reduzir o impacto do aquecimento global).

4.Reforma dos cuidados de saúde centrada no povo, incluindo Política do Sistema de Saúde (agenda de campanha para revitalizar o Cuidados Primários de Saúde, conforme articulado na Declaração de Alma Ata), Igualdade de Saúde (ações coletivas para tratar das determinações estruturais da saúde do povo e diminuir a desigualdade).

5.O direito à moradia e à terra e o controle coletivo dos recursos naturais.


Parcerias

A segunda edição do Fórum Regional para o Desenvolvimento Ambiental e da Saúde busca a diversidade e a inclusão. Desta forma, todas as organizações/estruturas não governamentais sem fins lucrativos árabes estão convidadas a participar, compartilhar seu ativismo e ajudar na organização deste fórum.


Programa

Cinco sessões de plenária cobrindo os grandes temas do Fórum sendo que cada uma discutirá um dos temas por meio de depoimentos e falas de tópicos. Nove sessões/oficinas concomitantes (seis no primeiro dia e três no segundo). A sessão paralela irá oferecer espaço livre para organizações parceiras organizarem oficinas para compartilhar e discutir algumas iniciativas relacionadas aos temas do Fórum. Esta também deve identificar formas de ação conjunta entre os participantes do Fórum.


Exposição

O Fórum providenciará um espaço de exibição para todas as organizações participantes e parceiras para apresentem suas publicações em forma de brochuras, livretos, vídeos de relatos etc. Representantes do setor privado estão convidados a participar dos debates, entretanto, a venda, exibição e propaganda de produtos comerciais está estritamente proibida durante o evento.


Evento Cultural

A organização que sedia o Fórum no Cairo, em acordo com todos os organizadores, realizará uma atividades cultural depois da sessão de encerramento do evento.

 

Língua

O Árabe é a língua principal do Fórum, mas haverá tradução simultânea (para/de Inglês/Francês) durante todas as sessões de plenária. Tradução Simultânea poderá ser providenciada em algumas das sessões paralelas fazendo um pedido indicado no formulário de proposta.


Local

Centro de Conferência da Universidade Ain Shams localizado na residência (Dar Al-Diafa) da Universidade Ain Shams (vizinha do Hospital da Universidade Ain Shams na Praça Abbassiah, Cairo).


Mais informações

Árabe, Inglês e Francês: heforum@gmail.com. Secretariado Global do Movimento de Saúde Popular (Escritório do Cairo) – Fundação Egípcia de Saúde para todos) T/F: 20 2 22682278. Associação para o Desenvolvimento Ambiental e da Saúde (AHED) T: 20 2 22565613. F: 20 2 22565612. Portal da Sociedade Civil (Oeste/Leste) T/F: 212 537 770590 22682278; Centro de Apoio ao Desenvolvimento T/F: 20 2 37622413

 

Fonte: Boletim do Fórum Social Mundial

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Novos paradigmas de desenvolvimento: pensar, propor, difundir

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca