ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • CIVICUS
  • REDES

    • Beyond

Parteiras vão à Brasília propor políticas de parto domiciliar assistido pelo SUS

06/08/2010

Parteiras indígenas, quilombolas e tradicionais de 15 estados se reunirão em Brasília na próxima semana para discutir estratégias para a inclusão do parto domiciliar assistido por parteiras no Sistema Único de Saúde. O evento reunirá, entre 09 e 13 de agosto, representantes do Ministério da Saúde, da Organização das Nações Unidas, de governos municipais e estaduais, além de profissionais de saúde e integrantes de organizações não governamentais.

 

O encontro, intitulado "Encontro Nacional Parteiras Tradicionais: Inclusão e melhoria da qualidade da assistência ao Parto Domiciliar no SUS", é promovido pelo Grupo Curumim (PE) e Fundo Nacional de Saúde e tem apoio do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA). Ao final do evento as parteiras entregarão ao Ministério da Saúde proposições de políticas para melhorar e ampliar o atendimento ao parto humanizado pelo SUS.

Durante o evento, além das parteiras tradicionais, os estados participantes também apresentarão suas políticas para inclusão do parto domiciliar no Sistema Único de Saúde. Estarão presentes representantes e pesquisadores e representantes de universidades dos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Roraima, Tocantins, além do Distrito Federal.

Para a coordenadora do Grupo Curumim, Paula Viana, é fundamental que haja integração entre a profissional parteira e os serviços de Saúde. "Esse vínculo é importante como estratégia de promoção da saúde e de redução da mortalidade materna e neonatal. Com isso, nós vamos elaborar e entregar ao Ministério da Saúde um plano de ação que ajude a melhorar a política nacional de inclusão do parto domiciliar assistido por parteira no SUS, além de formar uma rede nacional de referência para ajudar na implementação dessas estratégias", afirma.

O encontro nacional sucede mais de 100 encontros realizados pelo Grupo Curumim em 15 estados nas cinco regiões do Brasil. Ao longo de dez anos, o Programa Parteiras Tradicionais, realizado pelo Grupo Curumim em parceria com o Ministério da Saúde, promoveu cursos e capacitações para cerca de 2.450 parteiras tradicionais e profissionais de saúde em todo o país, incluindo a elaboração de materiais informativos e educativos, como o "Livro da Parteira" e o manual "Trabalhando com Parteiras Tradicionais".

O Grupo Curumim desenvolve o Programa Parteira, que propõe e incide nas definições de políticas públicas de saúde para a inclusão do parto domiciliar assistido por parteiras tradicionais no conjunto da atenção integral à saúde da mulher no Brasil. O encontro nacional de parteiras também faz parte da Campanha de 20 anos do Grupo Curumim: "Por todas as Mulheres. Por todos os Direitos".

Serviço

"Encontro Nacional Parteiras Tradicionais: Inclusão e melhoria da qualidade da assistência ao Parto Domiciliar no SUS"
Data: 09 a 13 de agosto
Local: Casa de Retiros Assunção (Avenida L2 Norte 611 S Módulo E "SGAN, Brasília", DF)
Contato: Paula Viana (enfermeira e coordenadora do Grupo Curumim) Fone: (81) 8863-1243

Fonte: Assessoria de impresa do Grupo Curumim

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Novos paradigmas de desenvolvimento: pensar, propor, difundir

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca