ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Pão Para o Mundo
  • REDES

    • Action2015

Começa em Recife o Ação Mulher - IV Festival do Audiovisual

23/11/2010

O Ação Mulher - IV Festival do Audiovisual, que dá destaque ao olhar da mulher na história das produções audiovisuais e sua impressão do cotidiano urbano e cinematográfico, vai movimentar o Recife a partir desta segunda (22) até o dia 27 de novembro, com exibição de longas, mostra competitiva de curtas e debates na Livraria Cultura e Cine São Luiz e na sede da Regional Nordeste do MinC, na Rua do Bom Jesus, onde acontecerão as oficinas. O evento tem entrada franca.

Tarciana Portella, cineasta, jornalista e poeta; Vera Baroni, representante da Rede de Mulheres de Terreiro de Pernambuco; e a intelectual, feminista e escritora Rose Marie Muraro serão as três homenageadas desta quarta edição do Ação Mulher. A realização é da Curinga Produções Artísticas e do SOS Corpo - Instituto Feminista para a Democracia.

A programação de filmes traz trabalhos como o documentário "Positivas", de Susanna Lira, vencedor do prêmio de melhor documentário do Festival do Rio/2010, e o "Dias e Noites" com direção de Beto Souza, que traz no elenco

Antônio Calloni, José de Abreu, Dan Stulbach e Naura Schneider, entre outros. "O Silêncio das Inocentes", de Ique Gazzola, conta a história da criação da Lei Maria da Penha com depoimentos da própria Maria da Penha falando sobre sua história. Em "Balé Pé no Chão", de Lílian Solá Santiago e Marianna Monteiro, o público poderá conhecer a trajetória de Mercedes Baptista, a primeira bailarina clássica negra do Brasil. A agenda completa está disponível no site www.audiovisualmulher.com.

O Ação Mulher vai relembrar durante a sua programação algumas datas importantes para a história com a participação essencial de mulheres que marcaram o nosso tempo. Entre as datas comemorativas estão os 100 anos da passeata organizada pela professora Deolinda Daltro, uma das sufragistas brasileiras, fundadora do Partido Republicano Feminino, que defendia a extensão do voto às mulheres como elemento através do qual pudesse ser
reformada a situação política na "Republica Velha" e também os 40 anos da marcha organizada por mulheres americanas, quando milhares foram às ruas em Nova York, Washington, Boston, Detroit e várias outras cidades do país lideradas pela feminista Betty Friedam. Serão rememorados também os 50 anos da visita ao Recife da escritora Simone de Beauvoir; os 35 anos da 1ª Conferência Mundial sobre a Mulher realizada na Cidade do México e instituição, no mesmo ano pela ONU, do Dia Internacional da Mulher; os 30 anos da criação dos Centros de Auto Defesa, para coibir a violência contra a mulher; e os 25 anos da criação da Delegacia de Atendimento Especializado à Mulher (DEAM -SP) e de muitas outras que são implantadas em estados brasileiros, inclusive no Estado de Pernambuco.

Além das mostras cinematográficas, o Festival realiza também as oficinas "Interpretação para Cinema e Vídeo", com Cibele Santa Cruz, e "O Olhar dos Outros - produção, roteiro e direção", que será ministrada por Stella Zimmerman e Amanda Mansur. As oficinas acontecerão entre os dias 22 e 26 de novembro, na Regional Nordeste do Ministério da Cultura (MinC), na Rua do Bom Jesus, no Bairro do Recife.

"Ação Mulher é um festival que adota a dinâmica de intercâmbio cultural, para divulgar o cinema feito por mulheres, e com temas os mais diversos, sempre oferecendo uma janela para tratar assuntos de interesse da sociedade.
A programação desta edição oferece ainda oficinas de capacitação na linguagem do audiovisual para mulheres e público jovem do meio popular, numa perspectiva de inclusão social e de estímulo a inserção no mercado de trabalho", esclarece a idealizadora do evento, a escritora e produtora cultural Maria Áurea Santa Cruz, que assina a direção do festival.

 

Mostra

Este ano, o Festival incluiu em sua programação a Mostra Competitiva de Vídeo e Curta metragem. Realizadores de todo o Brasil inscreveram seus trabalhos. A Mostra Competitiva distribuirá R$ 12 mil em prêmios em dinheiro, que serão divididos entre o primeiro, segundo e terceiro colocados nas duas categorias: Vídeo e Curta metragem.

História

Idealizado pela escritora, produtora cultural e feminista Maria Áurea Santa Cruz, em parceria com a REC Produtores, o Ação Mulher - Festival do Audiovisual teve sua primeira versão em 2003, na cidade do Recife, sendo o primeiro no gênero a ser realizado no país com uma programação voltada para a produção de cineastas brasileiras. No ano de 2004, o Festival foi reeditado acontecendo nos dias 08, 09 e 10 de março. Nos anos de 2005 e 2006 o Ação Mulher foi interrompido com a ida da produtora Maria Áurea para uma temporada de dois anos na cidade de Nova York. A terceira edição do Ação Mulher ocorreu nos dias 16, 17 e 18 de junho de 2008.

 

Fonte: SOS CORPO - Instituto Feminista para a Democracia

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Compartilhar Conhecimento: uma estratégia de fortalecimento das OSCs e de suas causas

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca