ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Petrobras
  • REDES

    • Plataforma MROSC

Educação no governo Lula: leia balanço produzido pelo Observatório da Educação

06/01/2011

Durante os dois mandatos do governo Lula, o Observatório da Educação monitorou áreas como educação de jovens e adultos, valorização dos professores, diversidade e financiamento da educação, entre os temas prioritários de sua atuação. Leia a avaliação de pesquisadores sobre alguns desses temas e relembre fatos marcantes do período.


EJA teve avanços inexpressivos

Se, por um lado, o governo Lula aumentou os investimentos federais na Educação de Jovens e Adultos (EJA) e criou grandes programas na área, por outro não alcançou os resultados esperados, de acordo com pesquisadores consultados pelo Observatório da Educação. Leia mais.


Política de financiamento da educação foi insuficiente durante o governo Lula

Apesar da implantação de um fundo para toda a educação básica – o Fundeb, em 2006 – e do aumento da porcentagem do PIB investida na educação, os avanços do governo Lula (2003-2009) no financiamento da área foram insuficientes, avaliam  pesquisadores entrevistados pelo Observatório da Educação. Leia mais.


Plano de Desenvolvimento da Educação – resultados e desafios

Acompanhar o Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) foi um desafio para pesquisadores e pessoas atuantes na área.  Lançado em 2007, o plano foi estruturado em mais de 40 ações e programas. Na publicação “Plano de Desenvolvimento da Educação – resultados e desafios”, o Observatório realizou um balanço de seu monitoramento e avaliou o impacto do plano sobre a educação brasileira. Leia mais.

 

Indicadores de educação avançaram nos últimos 4 anos, mas em ritmo lento

Nos últimos quatro anos, as desigualdades na escolarização no Brasil foram reduzidas, mas em ritmo extremamente lento. Se o país melhorou a média de anos de estudo da população de mais de 15 anos de idade e ampliou o acesso à educação infantil, pouco avançou na inclusão de jovens no ensino médio, e viu crescer no período a taxa de jovens de 18 a 24 anos fora da escola. Veja os dados sobre o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da presidência


Plano Nacional de Educação não levou em conta pontos aprovados na CONAE

Na última quarta-feira, 15 de dezembro, o Ministério da Educação apresentou a proposta de Plano Nacional de Educação (PNE), para os próximos dez anos.  A expectativa das organizações e pesquisadores que acompanham o tema era de que o governo elaborasse as metas e diretrizes do plano à luz das deliberações da Conferência Nacional de Educação. No entanto, a primeira avaliação das organizações é de que o novo PNE tem metas tímidas. Leia mais

Na próxima semana, o Observatório traz o balanço de outras áreas, como valorização dos profissionais da educação e diversidade.

 

Fonte: Ação Educativa

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Programa de Desenvolvimento Institucional (PDI)

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca