ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Instituto C&A
  • REDES

    • MCCE

Adelino Ramos, líder do Movimento Camponês Corumbiara, é assassinado no sul de Lábrea

30/05/2011

O agricultor Adelino Ramos, 57, foi assassinado na manhã de hoje, no município de Vista Alegre do Abunã, em Rondônia. Conhecido como Dinho, Adelino morava num assentamento localizado no sul de Lábrea e estava com a família levando seus produtos para comercializar numa feira quando foi atingido pelos tiros. Seis deles atingiram seu corpo. O agricultor ainda foi socorrido e levado para um hospital em Extrema, mas não resistiu aos ferimentos.

 

Dinho era líder do Movimento Camponês Corumbiara (MCC) e morava no Projeto de Assentamento Florestal Curuquetê, do Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) com outras famílias. Eles buscavam regularizar sua produção e tinham alguns programas desenvolvidos pela Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror).

As ameaças de morte são frequentes na região do sul de Lábrea. Há dois meses o gerente do Idam de Nova Califórnia, Geraldo Cáceres, pediu socorro da Sepror por causa das ameaças. A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) enviou uma equipe do Batalhão Raio para o local, mas Cáceres foi removido do local para evitar sua morte.

A luta de Dinho era pela regularização fundiária, reforma agrária e organização dos trabalhadores rurais. Amigo pessoal de Dinho, o secretário Eron Bezerra explica que a região é conflituosa. “São madeireiros que atuam de forma irregular que não querem organização e nem a presença do Estado. Para eles não interessa. Significa ameaça. Dinho foi mais uma vítima dessas pessoas”, declarou.

Bezerra acionou novamente a SSP para evitar novas mortes no local. O secretário Zulmar Pimentel comprometeu-se em averiguar o caso.

Movimento Camponês Corumbiara


O Movimento Camponês Corumbiara (MCC) nasceu após o massacre de Corumbiara, em Rondônia, em fevereiro de 1996, com objetivo de dar continuidade na luta pelos camponeses sem terra.

 

Fonte: Vermelho.org.br

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Programa de Desenvolvimento Institucional (PDI)

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - Osasco- CEP: 01223-010 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda à sábado, das 9h às 19h

design amatraca