ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • União Europeia
  • REDES

    • Plataforma MROSC

Atingidos por Belo Monte marcham em Altamira

25/08/2011

Nesta manhã (24) os atingidos pela barragem de Belo Monte marcharam pelas ruas de Altamira, em protesto à construção da barragem de Belo Monte. Com faixas de “Belo Monte para quê e para quem” e “Energia para o povo e não para as grandes empresas”, os manifestantes partiram do acampamento montado na última segunda em direção ao centro da cidade. O acampamento foi organizado pelo Movimento dos Atingidos por Barragens.



Os atingidos entregaram uma pauta de reivindicações na Caixa econômica Federal, na distribuidora de energia do estado, a Celpa e no consórcio construtor da barragem, a Norte Energia. “Exigiremos dessas empresas e no banco garantias dos nossos direitos, não aceitaremos que essa gente venha aqui, construa essa grande barragem e nos jogue em qualquer canto”, disse um morador. Vários setores organizados da sociedade participaram do ato, entre eles: professores, estudantes, associações, grupos de teatro, que sentem os impactos da barragem no seu cotidiano.

Durante a marcha, os atingidos conseguiram marcar uma audiência para discutir a pauta dos atingidos por barragens com representantes do governo federal que estão na região. A audiência ficou agendada para amanhã (25). Na sexta-feira, a audiência será com o representante do Ministério das Cidades, a pauta com os ministérios é a questão da moradia e as ocupações urbanas de Altamira.


A marcha e o acampamento tem como objetivos denunciar a construção de barragens no Brasil e em especial a de Belo Monte, denunciar o atual modelo energético brasileiro, dialogar com a sociedade e mostrar para os poderes públicos e privados a resistência dos atingidos por barragens, além de pressionar para discussão da pauta dos atingidos por barragens. Esses atos fazem parte da Jornada Nacional da Via Campesina, que tem realizado várias mobilizações a nível nacional.


"Vamos permanecer acampados durante essa semana e vamos realizar outras atividades no dia de amanhã, com panfletagens na cidade, entre outras ações que estão planejadas", afirmam os coordenadores do acampamento.

Apoio internacional


Organizações e movimentos sociais internacionais estão acompanhando as mobilizações contra Belo Monte e manifestam solidariedade aos atingidos por barragens do Brasil. Os mexicanos, atingidos pela barragem de El Zapotillo, fizeram uma marcha de dois dias contra essa barragem e em Guadalajara, na sede do Governo, se manifestaram também contra Belo Monte.


Fonte: página do MAB

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Novos paradigmas de desenvolvimento: pensar, propor, difundir

Rua General Jardim, 660 - Cj. 81 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca