ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Petrobras
  • REDES

    • ALOP

Quilombolas realizam 2 ª Feira de Tecnologias e Saberes Crioulos

02/09/2010

O Projeto Semente Crioula – Resistência Quilombola: soberania alimentar na caatinga realiza, nos dias 04 e 05 de setembro, a 2 ª Feira de Tecnologias e Saberes Crioulos na comunidade quilombola de Jatobá  II, no município de Cabrobó, em Pernambuco.

 

A feira conta com uma programação de intercâmbio entre cinco comunidades quilombolas do Sertão pernambucano. São esperados cerca de 500 quilombolas das comunidades de Conceição das Crioulas, Contendas, Santana (Salgueiro), Jatobá  II  (Cabrobó) e Feijão (Mirandiba).

 

A produção agroecológica de hortaliças promete ser um dos destaques da feira que apresentará alguns dos resultados do projeto iniciado em 2009. A programação ainda é composta por oficinas, debates, palestras e atividades culturais. A feira mostrará em barracas temáticas a produção  local das cinco comunidades e os saberes quilombolas no artesanato com barro e fibras vegetais e na medicina popular através das garrafadas, raizadas, lambedores e chás e ainda o trabalho das tradicionais rezadeiras.

 

Os direitos quilombolas também serão tema de uma barraca, onde as pessoas poderão se informar sobre a luta por políticas públicas que garantam seus direitos como população específica e diferenciada histórica e culturalmente e sobre a atuação da Comissão Estadual de Articulação das Comunidades Quilombolas de Pernambuco Quilombola e da Coordenação Nacional das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (CONAQ).

 

Entre os temas abordados nos debates, estão ainda a questão de gênero com discussão sobre o papel das mulheres nas comunidades quilombolas e as experiências e as expectativas do projeto Semente Crioula.

No domingo (05 de agosto), os quilombolas inauguram o Banco de Sementes da Comunidade Quilombola de Jatobá II, onde serão cultivados, selecionados e armazenados os grãos tradicionais e de novas espécies de milho, feijão, arroz e algodão, entre outros produtos  tradicionais das comunidades.  Através do projeto Semente Crioula, também estão sendo implantados Bancos de Sementes nas outras quatro comunidades quilombolas que funcionarão  ainda como sede de atividades de formação técnica.

 

Sobre o Projeto

O Projeto Semente Crioula trabalha na promoção de um sistema de segurança alimentar e nutricional sustentável a partir do resgate e enriquecimento do acervo de espécies cultivadas, consumidas e comercializadas nas cinco comunidades quilombolas envolvidas. Neste contexto, a feira busca proporcionar o intercâmbio de saberes e tecnologias entre as comunidades quilombolas, além de ser uma etapa da formação do projeto.


O projeto Semente Crioula, lançado em abril de 2009, é uma iniciativa da Secretaria Especial de Promoção de Políticas de Igualdade Racial (SEPPIR), com o apoio da Agência Canadense para o Desenvolvimento Internacional (CIDA). O projeto é desenvolvido através de parceria entre o Centro de Cultura Luiz Freire (CCLF), responsável pela coordenação executiva, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e as associações quilombolas das cinco comunidades envolvidas.

 

Programação

Dia 04 de setembro
9h00 - Abertura
9h30 - Debate: Comunidades Quilombolas e Soberania Alimentar
12h - Almoço Cultural
14h30 - Oficinas de Técnicas e Saberes Crioulos
16h - Debate: A produção agroecológica em comunidades quilombolas
17h30 - Atividade Cultural

Dia 05 de setembro
8h30 - Debate: Mulheres na luta quilombola
11h - Oficinas de Sabores e Saberes Crioulos
12h30 - Almoço Cultural
14h30 - Debate: O Projeto Semente Crioula – expectativas e experiências
16h30 - Inauguração do Banco de Sementes da Comunidade Quilombola de Jatobá II
17h - Encerramento
17h30 - Atividades Culturais

 

Fonte: CCLF

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • FIP - Fórum Internacional das Plataformas Nacionais de ONGs

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca