ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Pão Para o Mundo
  • REDES

    • Fórum Social Mundial

Comitê de Memória, Verdade e Justiça de Pernambuco realizará debate sobre Comissão da Verdade

04/11/2011

A chilena Roberta Bacic e o ex-preso político brasileiro Maurice Politi serão os palestrantes.

 

O Comitê Estadual de Memória, Verdade e Justiça de Pernambuco promoverá o Debate “Comissão da Verdade: Perspectivas e desafios”. Os palestrantes convidados para discutir o tema são Roberta Bacic, membro da primeira Comissão da Verdade do Chile, e Maurice Politi, do Núcleo de Preservação da Memória Política/São Paulo. O evento, que é aberto ao público, será realizado hoje, dia 04 de novembro, das 14h às 17h, na sede do GAJOP, Recife.

 

O objetivo é fazer um intercâmbio de informações através do relato da experiência da Comissão da Verdade do Chile e da discussão sobre a realidade e os desafios para a atuação da Comissão da Verdade brasileira. O público participante do evento será formado por representantes de movimentos sociais, organizações da sociedade civil, poder público, acadêmicos e demais interessados.

 

No Chile, a Comissão da Verdade chama-se Comisión Nacional para la Verdad y Reconciliación e tem como foco de estudo e investigação as graves violações aos direitos humanos cometidas no país no período de 1973 a 1990. Integrante da primeira Comissão da Verdade do Chile, Roberta Bacic é uma pesquisadora na área dos Direitos Humanos e curadora da exposição “Arpilleras da Resistência Política Chilena”.

 

Maurice Politi, do Núcleo de Preservação da Memória Política/São Paulo, militante de esquerda, foi preso por 4 anos, torturado e expulso do país pela ditadura militar. É autor do livro “Resistência atrás das grades”, obra que traz um diário escrito durante a Greve de Fome realizada por um grupo de presos políticos em São Paulo, em 1972.


Comissão

 

No Brasil, o projeto de lei que cria a Comissão da Verdade foi aprovado pelo Senado em outubro deste ano e agora aguarda apenas a sanção presidencial. A Comissão terá a participação de sete membros indicados pela presidenta da República, Dilma Rousseff, com suporte administrativo e financeiro da Casa Civil. O objetivo será apurar fatos ocorridos entre os anos de 1946 e 1988, entre eles crimes de tortura e assassinato cometidos durante o regime militar. O projeto foi fruto de longa negociação do governo com a oposição e estabelece que dirigentes de partidos políticos não poderão integrar a Comissão. Funcionários públicos civis e militares ficarão obrigados a colaborar e outras testemunhas poderão ser convocadas. Também poderão ser solicitadas perícias, mas a comissão não terá poder de punição.

 

SERVIÇO

Debate: "Comissão da Verdade: Perspectivas e desafios", com participação de  Roberta Bacic, membro da primeira Comissão da Verdade do Chile, e Maurice Politi, do Núcleo de Preservação da Memória Política/SP

Data: Quando? Sexta-feira, dia 04 de novembro de 2011

Horário: 14h às 17h

Local: Sede do GAJOP (Rua do Sossego, 432, Boa Vista, Recife/PE)

 

Fonte: Gajop

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Novos paradigmas de desenvolvimento: pensar, propor, difundir

Rua General Jardim, 660 - Cj. 81 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca