ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Misereor
  • REDES

    • MCCE

Semana Nacional de coleta de assinaturas da Iniciativa Popular para a Reforma Política

08/11/2011

A Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma do Sistema Político e o Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral lançaram em agosto a INICIATIVA POPULAR PARA A REFORMA DO SISTEMA POLITICO, que necessita de 1.500.000 assinaturas para ser encaminhada ao Congresso Nacional como projeto de lei. Para isso, em 15 de novembro terá início a Semana Nacional de coleta de assinaturas da Iniciativa Popular para a Reforma Política. A proposta é que movimentos sociais e organizações da sociedade civil assumam o desafio de coletar 30 assinaturas e repassar esta mensagem para mais três pessoas.

 

Seguem abaixo mais informações da iniciativa, assim como o folder, o formulário da Iniciativa Popular e o texto registrado em cartório com a proposta na integra. O endereço para envio dos formulários consta no próprio documento. É possível também assinar a Iniciativa Popular via site http://www.reformapolitica.org.br/

 

A Plataforma também publicou, em 10/11, a nota pública A reforma política só sairá com pressão popular! Leia aqui.

 

1. Documento registrado no cartório com a íntegra da proposta http://www.reformapolitica.org.br/component/content/article/26-em-destaque/213-proposta-de-iniciativa-popular-para-a-reforma-do-sistema-politico-brasileiro.html

 

2. Ficha de coleta de assinaturas para a Inciativa Popular: http://www.reformapolitica.org.br/biblioteca/cat_view/59-folder-e-assinaturas.html

 

3. Programas de rádio em defesa de uma reforma do sistema política: http://www.reformapolitica.org.br/radio/radio-da-plataforma.html

 

4. Vídeos: http://www.reformapolitica.org.br/reforma-politica-em-tv.html

 

5. Quem somos: http://www.reformapolitica.org.br/quem-somos/as-entidades.html

 

A Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma do Sistema Político é uma articulação política da Redes, Fóruns e Movimentos da sociedade civil e desde 2005 tem se organizado pela aprovação de uma reforma ampla do sistema político. O MCCE ( Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral) tambem é uma articulação da sociedade civil que luta pelo fim da corrupção eleitoral. O MCCE ja organizou duas iniciativas populares importantes: lei da ficha limpa e lei contra a compra de votos.

 

 

Assine a proposta de Iniciativa Popular de Reforma Política

 

 

 

Clique aqui para baixar o formulário de assinaturas

 

 

Reforma Política: proposta de iniciativa popular é lançada durante Marcha das Margaridas


A Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma do Sistema Político Brasileiro e o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral lançaram, nesta terça-feira, 16 de agosto, a Proposta de Iniciativa Popular de Reforma Política e iniciaram a coleta de assinaturas para envio da proposta ao Congresso Nacional.


Você pode ajudar na coleta de assinaturas. Clique aqui para acessar o formulário. Imprima quantas cópias puder e leve para seus amigos, vizinhos, colegas de trabalho, familiares.


Na mesma página há um folder com explicações básicas sobre a proposta, que também pode ser impresso.

 

Para aprofundar-se no tema e conhecer a proposta apresentada nesta terça-feira, clique aqui.

 

(Fonte: Plataforma pela reforma do sistema político)

Reforma política inicia campanha por um milhão de assinaturas

A coleta de mais de um milhão de assinaturas para o Projeto de Lei de Iniciativa Popular para a Reforma Política iniciou nesta terça-feira (16/8). Aproximadamente 60 entidades participam da campanha, que é organizada pela Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma do Sistema Político e, também, pelo Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral.

Para o membro do colegiado do Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) e da Plataforma, José Antônio Moroni, a correlação de forças em torno desta reforma dentro do Congresso e na sociedade ainda não está definida.

“Há um consenso da necessidade da reforma, o problema é definir qual reforma política. Então, nós não podemos dizer que tem uma maioria significativa por uma proposta”. Moroni também afirma que o momento é propício para envolver a população na escolha do sistema político.


“Por isso, é importante a participação e o debate para nós construirmos essa maioria, no sentido de avançar na democracia e de incluir nos espaços de poder segmentos que tradicionalmente estão afastados destes espaços”.


Os movimentos sociais pedem uma reforma política ampla e democrática, que realize mudanças para além do sistema eleitoral. Eles também defendem a participação do povo nas decisões do país, e não só na escolha de seus representantes.


Para tramitar como projeto de lei no Congresso, a proposta de iniciativa popular precisa de mais de um milhão de assinaturas. Conforme exige a Constituição Federal, é necessária a adesão de 1% do eleitorado nacional, de pelo menos cinco estados (com um percentual de 0,3% dos eleitores de cada um destes).

Fonte: Radioagência NP, por Vivian Fernandes

 

Leia também: Marcha das Margaridas reúne mulheres contra a pobreza em Brasília

 

 

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Informação, formação e comunicação em favor de um ambiente mais seguro para a sociedade civil organizada

Rua General Jardim, 660 - Cj. 81 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca