ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Instituto C&A
  • REDES

    • ALOP

Rede pela valorização dos professores latino-americanas é lançada em São Paulo

16/11/2011

A partir do diagnóstico comum de que a melhora da qualidade da educação pública depende de políticas de valorização dos docentes, organizações de diferentes países da América Latina lançaram no dia 9 de novembro a Rede pela Valorização d@s Docentes Latino-american@s.

 

A articulação já conta com pessoas e organizações integrantes de Argentina, Brasil, Equador, Paraguai, Chile, Uruguai, Nicarágua, Costa Rica e Peru, mas está aberta à participação de todos os países da região. 

“A agenda da valorização docente deve ser assumida por toda a sociedade, por isso a importância de se reunirem diferentes forças políticas nessa iniciativa”, diz Denise Carreira, coordenadora de Educação da Ação Educativa. 

A rede possui três eixos estratégicos de atuação: comunicação, pesquisa e articulação política. Como ação do primeiro eixo, foi criado o portal Vozes da Educação (www.vozesdaeducacao.org.br), que será apresentado no dia 9. Durante o evento, também serão divulgados dados de um primeiro levantamento sobre o tratamento dos meios de comunicação latino-americanos às questões docentes.

 

Debates

A cada 15 dias, um novo tema de debate será proposto no portal. O primeiro tema já está no ar: a adoção, pela cidade de Buenos Aires, da avaliação de desempenho de professores com vistas à bonificação por mérito.


No Vozes da Educação, será possível criar blogs na Rede, participar de comunidades e de fóruns de discussão temáticos. O cadastro pode ser executado em poucos passos.


Em seu eixo de pesquisa, a Rede desenvolverá estímulo à produção e divulgação de estudos sobre a condição docente na América Latina, trabalhando também com pesquisas participativas em forma de consultas.


Outras estratégias da Rede são fomentar o debate desse tema na agenda pública e promover espaços de articulação política entre atores envolvidos na educação pública e com a valorização do ofício docente.


Construída por um coletivo de organizações não-governamentais, educadores, pesquisadores e associações profissionais, o objetivo da criação da Rede é motivar a participação de educadores e educadoras na análise e proposição de políticas educacionais e enriquecer e pluralizar o debate sobre a educação pública e a condição docente e qualificar a demanda social por direito humano à educação como um bem público.

Assuntos

Alguns temas de debate foram escolhidos como prioritários:


- questões referentes à valorização dos docentes (sistemas de avaliação/bonificação e incentivos, ingresso e progressão na carreira, formação inicial e continuada, o papel do docente, condições de trabalho, formas de contato e remuneração, rotatividade e absenteísmo, entre outros).


- concepções pedagógicas (os paradigmas do ensino, relação docentes-família, relação entre a aprendizagem e a afetividade/cuidado)


- abordagem da educação como bem público (a relação entre o público e o privado, a educação como direito humano e o financiamento necessário para uma educação pública de qualidade).


Entre as organizações vinculadas à iniciativa, estão Ação Educativa (Brasil), CDI – Centro para el Desarrollo de la Inteligencia (Paraguai), CIDPA – Centro de Estudios Sociales (Chile), El Abrojo (Uruguai), Escuelas del Bicentenario (Argentina) e Fundación AVINA. Apoiam a rede a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Campanha Nacional pelo Direito à Educação e Campanha Latino-americana pelo Direito à Educação.

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Programa de Desenvolvimento Institucional (PDI)

Rua General Jardim, 660 - Cj. 81 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca