ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Misereor
  • REDES

    • Plataforma MROSC

Cadernos Cenpec em nova série traz entrevista com Binho Marques, ex-governador do Acre

23/01/2012

São Paulo, 23 de Janeiro de 2012 - Embora seja um nome pouco mencionado na grande imprensa, Arnóbio Marques de Almeida Júnior, mais conhecido como Binho, protagonizou primeiro à frente da Secretaria Estadual de Educação do Acre (1999 a 2006) e depois como governador do Estado (2007 a 2010), uma das mais significativas reformas educacionais do País. O salto na qualidade da rede pode ser observado pela melhora acentuada dos indicadores educacionais do Estado. Em sua gestão, a média de proficiência em leitura dos estudantes do 4º e 5º ano subiu 16 pontos.


Em entrevista exclusiva ao Cadernos Cenpec, Binho Marques fala sobre os meandros e os desafios de gerir uma Secretaria de Educação e conta como enfrentou, além do descrédito generalizado na educação pública, as forças políticas existentes para levar adiante a reforma no ensino do Estado, que incluiu, entre outras medidas radicais, reduzir para menos da metade o quadro de servidores. “Mudar a educação do Acre significava enfrentar todos esses problemas: o clientelismo, as elites que sempre estiveram na Secretaria de Educação, que eram os verdadeiros dirigentes da Secretaria, e um sindicalismo, naquele momento, atrasado”, afirma. 

Relembra ainda seu passado como coordenador do projeto Seringueiro – cargo a ele confiado por Chico Mendes –, fala sobre a ascensão política da amiga Marina Silva e explica o que é a “Florestania” – espécie de projeto político que norteou a sua atuação e a de seu grupo político na chegada ao poder. “Florestania é a utopia de uma sociedade nova na Amazônia, com o nosso jeito de ser e pensar”.

A entrevista faz parte da primeira edição dos Cadernos Cenpec em nova série. Clique aqui para ler a entrevista ou acesse o site da revista pelo Portal Cenpec – www.cenpec.org.br.

Sobre os Cadernos Cenpec (Nova Série) - Criados em 2006, os Cadernos Cenpec iniciam uma nova série após reformulação em sua política editorial. A publicação agora segue os padrões de uma revista acadêmica de estudos em educação pública com artigos e entrevistas inéditos. Com periodicidade semestral a publicação aceita, em fluxo contínuo, a submissão de trabalhos.

Os Cadernos Cenpec têm como missão promover a interação entre a pesquisa e ação educacionais, por meio do debate e da ampla divulgação de investigações científicas e acadêmicas, bem como de sistematizações de políticas públicas, programas e práticas educacionais que tenham como meta central o enfrentamento de desigualdades sociais, escolares e culturais e a busca do desenvolvimento sustentável.

Agora em formato on-line, de acesso livre, a publicação – voltada a pesquisadores e educadores, gestores e atores da sociedade civil organizada em prol da educação pública – busca ampliar sua circulação e a discussão dos trabalhos publicados.

Sobre o Cenpec - O Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, criada em 1987. O Cenpec busca, por meio do desenvolvimento de programas, projetos, estudos e pesquisas, contribuir com as políticas públicas educacionais para o enfrentamento das desigualdades.

 

Mais informações:
Ivana Boal (Assessoria de Comunicação do Cenpec) – (11) 2132-9032 e (11) 9557-8500
Antonio Augusto Gomes Batista (Editor dos Cadernos Cenpec): (11) 2132-9090

 

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • FIP - Fórum Internacional das Plataformas Nacionais de ONGs

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca