ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • União Europeia
  • REDES

    • Mesa de Articulación

I Consocial Cabedelo: Uma conquista da sociedade civil organizada

13/02/2012

Nos dias 10 e 11 de fevereiro, 45 cidadãos reuniram-se na sede do Instituto Soma Brasil para a realizaçãoda I Conferência sobre Transparência e Controle Social de Cabedelo. A conferência foi convocada erealizada pela sociedade civil, tendo à frente o Instituto Soma Brasil, a Associação dos PastoresEvangélicos e a Cooperativa dos Marítimos Portuários e Terrestres.

 

A abertura da I Consocial Cabedelo contou com a presença do Presidente da Comissão Organizadora daConsocial Estadual e também Chefe de Gabinete da Casa Civil do Governo do Estado, Emmanuel Arruda edos auditores da Controladoria Geral da União na Paraíba, Rodrigo Paiva e Gabriel Aragão.“A Consocial é um marco. Pela primeira vez o País realiza uma conferência exclusivamente para discutir epropor formas de combate à corrupção. Considerando essa importância, nos mobilizamos para queCabedelo fizesse sua conferência. E aqui estamos. É uma conquista da sociedade civil organizada”,ressaltou Karine Oliveira, coordenadora do Soma Brasil, ao abrir oficialmente a conferência.

 

Em sua fala, Emmanuel Arruda ressaltou que 91 cidades paraibanas convocaram a I Consocial. E quesomente em Cabedelo a convocação foi feita pela sociedade civil. “Por esse motivo, já é uma conferênciavitoriosa”, enfatizou.

 

A palestra de contextualização da conferência foi feita por Gabriel Aragão, Coordenador do Núcleo deAções de Prevenção à Corrupção da CGU/PB e integrante da comissão organizadora da ConsocialNacional, cuja mobilização e realização está a cargo da CGU.Num diálogo dinâmico e interessante, expôs informações sobre a Consocial, seu histórico ,fundamentação, metodologia e desdobramentos. Em sua fala, uma informação alarmante: em 2011 acorrupção no Brasil custou 82 bilhões aos cofres públicos. O dado é da Fiesp e para se ter idéia dagravidade da situação esse valor é maior que a soma de todos os recursos federais investidos em saúdeno mesmo ano (o maior orçamento da união), o que só evidencia a necessidade de fortalecer ações decontrole social e combate à corrupção.

 

A I Consocial Cabedelo prosseguiu no dia 11 com a discussão de propostas pelos grupos de trabalho deacordo com os eixos temáticos: I - Promoção da transparência e acesso à informação e dados públicos; II -Mecanismos de controle social, engajamento e capacitação da sociedade para o controle da gestãopública; III - A atuação dos conselhos de políticas públicas como instâncias de controle; IV - diretrizes paraa prevenção e o combate à corrupção.

 

A I Consocial Cabedelo elegeu 04 delegados para a conferência estadual. Saiba quem são:

 

Sociedade civil

 

Aprígio Ferreira de Lima Neto – delegado

Fabrício Cezar Gomes – delegado

Dulce Edite Soares Loss – primeira suplência

Amarildo do Nascimento Alves – segunda suplência

 

Poder público

 

Wellington de Souza Brito – delegado

Severino Ferreira de Lima – primeira suplência

 

Conselho de políticas públicas

 

Manoel Paulino – delegado

 

Na etapa de consolidação as 40 propostas dos grupos de trabalho foram apresentadas à plenária, comadequação ou junção de propostas similares. Logo após, cada participante recebeu 10 adesivos paraselecionar as propostas que considerassem mais importantes. Confira abaixo as 20 propostas priorizadaspela I Consocial Cabedelo:

 

Propostas da I Conferência sobre Transparência e Controle Social de Cabedelopara a conferência estadual - confira aqui.

 

Fonte: Instituto Soma Brasil

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Informação, formação e comunicação em favor de um ambiente mais seguro para a sociedade civil organizada

Rua General Jardim, 660 - Cj. 81 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca