ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Fundação Ford
  • REDES

    • Mesa de Articulación

GAJOP e Instituto Humanitas promovem seminário sobre poder judiciário, direitos humanos e acesso à justiça

08/08/2012

A Relatora Especial da ONU sobre a Independência dos Juízes e Advogados, Gabriela Knaul de Albuquerque, irá palestrar no evento, que é aberto ao público e acontece na próxima sexta-feira (10/08).

 

O GAJOP – Gabinete de Assessoria Jurídica às Organizações Populares – e o Instituto Humanitas realizam, nesta sexta-feira, dia 10 de agosto, o SEMINÁRIO PODER JUDICIÁRIO E DIREITOS HUMANOS: Novas Perspectivas do Acesso à Justiça – Do Local ao Internacional. O evento começa a partir das 9h, no Auditório do G4, da UNICAP, no bairro da Boa Vista, Recife, Pernambuco. Os palestrantes convidados são a Relatora Especial da ONU sobre a Independência dos Juízes e Advogados, Gabriela Knaul de Albuquerque, e o coordenador executivo do GAJOP, Luis Emmanuel Barbosa da Cunha.

 

O Seminário será uma oportunidade de diálogo direto com a Relatoria Especial da ONU sobre o panorama atual, desafios, circunstâncias do poder judiciário e sua relação com os direitos humanos. Também será um momento importante para conhecer o trabalho de monitoramento dos direitos humanos internacionais, desenvolvido pelo GAJOP, bem como divulgar o diagnóstico e recomendações sobre independência dos juízes no Brasil. A iniciativa é voltada para um público formado por professores, pesquisadores, acadêmicos, estudantes, servidores públicos de Tribunais, Ministério Público, Defensoria Pública, e pessoas interessadas no assunto.

 

O Seminário é uma realização do GAJOP e do Instituto Humanitas, com apoio da UNICAP – Universidade Católica de Pernambuco.

 

Relatora da ONU - Sra. Gabriela Knaul de Albuquerque iniciou suas funções como Relatora Especial sobre a Independência dos Juízes e Advogados em 1 de agosto de 2009. Ela tem mais de 10 anos de experiência como juiza no Brasil e é especialista em justiça criminal, especialmente nas questões do devido processo legal, julgamento e execução penais, bem como a administração dos sistemas judiciais. Ela já trabalhou com diretores de presídios como supervisora judicial para garantir o respeito e a proteção dos direitos humanos dos presos e detentos em uma grande variedade de ambientes prisionais, incluindo prisões de alta segurança. Antes de ser nomeada relatora especial, a Sra. Knaul trabalhou no Conselho Nacional de Justiça em projeto para melhorar o funcionamento do Poder Judiciário, em especial a independência e a imparcialidade dos magistrados, bem como a eficácia do sistema judicial. Como Relatora Especial, já visitou a Bulgária, Colômbia, México, Moçambique e Roménia, em missões oficiais e participou de vários eventos acadêmicos e profissionais de magistrados e advogados em Amesterdã e Haia (Países Baixos), em Dakar (Senegal), em Genebra (Suíça), em Istambul (Turquia), em Kiev (Ucrânia), nas Maldivas, em Mar del Plata (Argentina), em Montevidéu (Uruguai), na Cidade da Praia (Cabo Verde), em Seoul (República da Coreia), e em Tegucigalpa (Honduras) .

 

Sugestão de fontes para entrevistas:

Luis Emmanuel Barbosa da Cunha – coordenador executivo do GAJOP

Gabriela Knaul de Albuquerque – Relatora Especial da ONU para a Independência dos Juízes e Advogados

 

Assessoria de Imprensa: Mariana Moreira :: Telefone: (81) 9699-7996

 

Fonte: GAJOP

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Programa de Desenvolvimento Institucional (PDI)

Rua General Jardim, 660 - Cj. 81 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca