ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Misereor
  • REDES

    • MCCE

Projeto Berço das Águas inicia apoio a atividades produtivas na Terra Indígena Tirecatinga

04/10/2012

Sapezal (MT) – Desde julho, o Projeto Berço das Águas tem se envolvido com atividades de apoio à gestão territorial junto ao povo Nambiquara da Terra Indígena Tirecatinga, consolidando, assim, uma maior abrangência de ações na bacia do rio Juruena. Os diálogos com as comunidades vêm sendo frequentes e fundamentais para que seja possível entender e avaliar suas principais necessidades, especialmente quanto ao suporte à produção tradicional de alimentos.

 

Atendendo a uma demanda apresentada pelos indígenas, a equipe do projeto realizou, em setembro, a compra de materiais e apoiou a mobilização para devolver à Casa de Cultura Nambiquara a condição de espaço privilegiado para encontros, danças e festas. Lá, os indígenas recebem parentes de outras aldeias e visitantes. O local pode, ainda, se tornar potencialmente interessante para venda de artesanato e exposição de objetos da cultura material do povo Nambiquara.

 

“A ideia da Casa Tradicional é ser um museu da cultura Nambiquara, para servir como ponto turístico. Queremos trazer o que foi tirado da Missão de Utiariti, os objetos que Rondon guardou...”, contou Lucia Inês Nambiquara, da aldeia Três Jacus.

 

Em cinco dias, a parte de alvenaria da casa foi reformada, conforme a vontade dos indígenas, que se comprometeram a buscar palha de guariroba e madeira para a reconstrução da cobertura.

 

O Projeto Berço das Águas, executado pela Operação Amazônia Nativa (OPAN) e patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Ambiental, vai ainda apoiar atividades produtivas. O objetivo, neste momento, é possibilitar aos indígenas a busca por ramas e sementes em aldeias próximas para o plantio nas roças tradicionais, disponibilizar ferramentas, além do plantio de mudas frutíferas, com destaque para as de pequi, produzidas pelo povo Manoki.

 

Em outubro, o Projeto Berço das Águas realizará um diagnóstico ambiental participativo com a confecção de etnomapas – etapa inicial na elaboração de um plano de gestão territorial.

 

Projeto Berço das Águas

 

O quê: Projeto para elaborar planos de gestão territorial em terras indígenas da bacia do rio Juruena e fomentar cadeias produtivas de frutos nativos do Cerrado e da Amazônia para fins de geração de renda e sustentabilidade ambiental dos territórios.

 

Para quê: Apoiar a gestão territorial e a melhoria das condições de vida dos povos Manoki, Myky, Nambiquara/Sabanê.

 

Quando: 2011-2012

 

Quem: Operação Amazônia Nativa (OPAN), com patrocínio da Petrobras através do Programa Petrobras Ambiental

 

Onde: Terras Indígenas Myky e Manoki, no município de Brasnorte, Tirecatinga, no município de Sapezal e Pirineus de Souza, no município de Comodoro (MT).

 

OPAN

 

A OPAN foi a primeira organização indigenista fundada no Brasil, em 1969. Atualmente suas equipes trabalham em parceria com povos indígenas do Amazonas e do Mato Grosso, desenvolvendo ações voltadas à garantia dos direitos dos povos, gestão territorial e busca de alternativas de geração de renda baseadas na conservação ambiental e no fortalecimento das culturas indígenas.

 

Contatos com imprensa

Andreia Fanzeres:             +55 65 33222980       / 84765620

Email: comunicacao@amazonianativa.org.br

OPAN – Operação Amazônia Nativa

http://www.amazonianativa.org.br

 

Fonte: OPAN

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Novos paradigmas de desenvolvimento: pensar, propor, difundir

Rua General Jardim, 660 - Cj. 81 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca