ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Misereor
  • REDES

    • Mesa de Articulación

Floresta Faz a Diferença divulga balanço da campanha “Não Vote em Quem Votou Contra as Florestas”

07/11/2012

75% dos parlamentares “cartão vermelho” perderam eleição para prefeituras

 

A campanha “Não Vote em quem Votou Contra as Florestas”, da iniciativa Floresta Faz a Diferença, apresenta, após o fim das eleições municipais no País, um balanço de suas atividades. Ao todo, 75% dos candidatos “cartão vermelho” que disputavam o cargo de prefeito não foram eleitos. Entre os candidatos “cartão amarelo”, a maioria – 62% – também perdeu o pleito municipal.

 

A campanha começou há dois meses alertando a população para que conhecesse o status dos candidatos a prefeito em todo o Brasil, de acordo com suas votações nas alterações do Código Florestal. O objetivo da iniciativa foi ser um guia de votação para eleitores que buscam candidatos que atuem a favor do meio ambiente. Assim, receberam cartão vermelho deputados federais que votaram contra dispositivos de proteção no texto do código duas vezes na Câmara. Ganharam cartão amarelo aqueles que votaram apenas uma vez contra as florestas. Receberam cartões verdes os que não votaram nenhuma vez contra as florestas.

 

Um mapa do Brasil postado online neste link www.florestafazadiferenca.org.br/como-participar atualizou nos meses da campanha eleitoral a situação dos candidatos e agora apresenta os eleitos e não eleitos, também segundo seus status na votação do trâmite do Código Florestal. A campanha contou, como sempre, com a força da divulgação nas redes sociais e, portanto, foi divulgada no WWW.facebook.com/florestafazadiferenca e no Twitter @florestaz. Apoiadores da campanha tiraram fotos ao lado de candidatos, como no caso dos candidatos a prefeito Ratinho Junior (PSC-PR) e Cícero Lucena (PSDB-PB), em João Pessoa, com o cartão vermelho “Não Vote em Quem Votou Contra as Florestas”.

 

A iniciativa do Floresta contou com layouts de folders, cartazes, cartões e camisas, que podiam ser impressos por quem quisesse somar à ação. No site do Floresta Faz a Diferença era  possível acessar e fazer o download de todo o material.

 

Floresta Faz a Diferença.

 

À frente da campanha contra a alteração do Código Florestal, a campanha Floresta Faz a Diferença apoiou o Comitê em Defesa das Florestas na mobilização #VetaTudoDilma, que pediu o veto total da presidente Dilma Rousseff ao projeto do novo Código Florestal. Mais de 200 organizações da sociedade civil de todo o Brasil lideraram esse ato junto a personalidades nacionais. Em seguida, a ação foi levada para a Rio+20 com o mote #OJogonãoAcabou, explicitando que, após o veto pífio da presidente Dilma Rousseff, a bola voltou ao Congresso. Nas eleições de 2012, o Floresta Faz a Diferença cobrou a conta dos parlamentares, pedindo o voto consciente dos eleitores.

 

Entrevistas:

 

Bazileu Margarido (Instituto Democracia e Sustentabilidade): (11) 98106-1417

Mario Mantovani (Fundação SOS Mata Atlântica): (11) 98425-2122

Raul Telles do Valle (Instituto Socioambiental - ISA): (61) 8155-7492

 

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Projeto Sociedade Civil Construindo a Resistência Democrática

Rua General Jardim, 660 - Cj. 81 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca