ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Fundação Ford
  • REDES

    • FIP

Abong realiza oficina sobre campanha “O mundo que queremos pós 2015” – Inscreva-se aqui

22/02/2013

A atividade que encerra o Seminário Internacional - Governança e Solidariedade Global: o lugar da Sociedade Civil, promovido pela Abong em 25 e 26 de fevereiro, será um evento sobre a agenda de desenvolvimento pós-2015. A oficina “O mundo que queremos pós 2015” tem por objetivo compartilhar estratégias para uma consulta nacional participativa referente à campanha de mesmo nome, organizada por redes internacionais da sociedade civil. Estarão presentes Larissa Vieira Leite, do escritório das Nações Unidas no Brasil, e Tais Maldonado, representante da Secretaria Geral da Presidência da República. A atividade acontece em 26/2, das 17h às 19h30, em São Paulo, SP, na Rua General Jardim, 660.

 

Para participar das atividades, inscreva-se aqui.

 

A proposta é que a oficina permita uma maior participação de pessoas, organizações e movimentos interessados pela campanha, para que se garanta maior representatividade e efetividade na elaboração de uma estratégia coletiva para a consulta nacional junto à sociedade civil. Na oficina, haverá uma sessão informativa sobre a campanha; a apresentação da estratégia PNUD; um debate sobre como fazer uma consulta nacional participativa sobre o mundo que queremos pós-2015; e a sistematização de encaminhamentos. Para mais informações, enviar email para: pos-2015@abong.org.br.

 

Seminário

 

O Seminário Internacional terá início às 19h do dia 25/2, e pretende debater os espaços de governança da sociedade civil em âmbito internacional. A proposta é avaliar a experiência das organizações da sociedade civil e movimentos sociais do Brasil em espaços internacionais, tendo em vista sua legitimidade e efetividade. A Abong dará início às atividades às 19h, com a presença de Sérgio Haddad, do Grupo de Apoio ao Processo do Fórum Social Mundial – GRAP.

 

No dia seguinte (26/2), as atividades têm início às 9h30, com a mesa “Estratégias e desafios dos espaços autônomos da sociedade civil no âmbito internacional”. Estarão presentes Miguel Santibanez, da Mesa de Articulación; Graciela Rodriguez, do Instituto Eqüit; e Kjeld Jakobsen, do IDECRI - Instituto para o Desenvolvimento da Cooperação e Relações Internacionais. No período da tarde, das 14h às 16h30, haverá o debate Espaços oficiais de governança: qual o lugar das organizações e movimento da sociedade civil?. Na mesa, estarão presentes Ana Patrícia Sampaio, do Centrac - Centro de Ação Cultural; Iara Pietricovsky, do Inesc, Instituto de Estudos Socioeconômicos; e Embaixadora Glaucia Silveira Gauch, do Ministério das Relações Exteriores / Direitos Humanos e Temas Sociais (a confirmar).

 

Contexto

 

A realização de grandes encontros internacionais da sociedade civil tem mobilizado inúmeras organizações da sociedade civil e movimentos sociais. Um exemplo foi a Cúpula dos Povos por Justiça Social e Ambiental, realizada em 2012, que reuniu mais de vinte mil participantes de organizações e movimentos de defesa de direitos e atraiu um público de 300 mil pessoas durante nove dias. O Fórum Social Mundial, cuja próxima edição será na Tunísia, em março, é outro exemplo de encontro internacional da sociedade civil que tem marcado a agenda internacional na última década.

 

No entanto, apesar da intensa participação em eventos dessa natureza, seus impactos nem sempre são visíveis: em espaços oficiais, a sociedade civil é muitas vezes consultada, mas nem sempre vê o resultado dessas consultas expressos nas negociações oficiais. Os espaços autônomos, organizados e geridos pela sociedade civil nem sempre resultam em diálogo efetivo com setores governamentais e incidência nas políticas. Nesse sentido, o seminário terá por objetivo debater em que medida as organizações da sociedade civil e movimentos sociais influenciam na agenda de desenvolvimento internacional; quais os espaços de participação mais promissores e resultados identificáveis; quais estratégias têm maior efetividade e qual o limite do advocacy junto aos governos frente à atuação autônoma em fóruns internacionais, dentre outras questões.

 

Serviço

 

Oficina de compartilhamento de estratégias para uma consulta nacional participativa na campanha “O mundo que queremos pós-2015”

 

Data: 26/02

 

Horário: das 17h às 19h30

 

Seminário

 

“Governança e solidariedade global: O lugar da sociedade civil

 

Abertura: 25 de fevereiro, a partir das 19h

 

Debates e oficina: 26 de fevereiro, a partir das 9h

 

Endereço: Rua General Jardim, 660 – Vila Buarque, São Paulo - SP

 

Para se inscrever nas atividades, clique aqui.

 

 

Convite para Seminário Internacional

 

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Novos paradigmas de desenvolvimento: pensar, propor, difundir

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca