ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Fundação Ford
  • REDES

    • ALOP

Seminário em Salvador “Da Cúpula dos Povos ao Fórum Social Mundial 2013: um mundo justo é possível!”

14/03/2013

O Comitê baiano do Fórum Social Mundial (FSM) promoveu, em 14/3, um seminário voltado para preparação do maior evento mundial da sociedade civil planetária: o Fórum Social Mundial, cuja próxima edição acontecerá em Túnis, capital da Tunísia, nos dias 26 a 30 de março de 2013. Para enfrentar o contexto de crise financeira, econômica, alimentar e ambiental, esta edição do evento deve contribuir na construção de novos paradigmas de desenvolvimento para o planeta, que vão muito além das falsas soluções defendidas na Rio+20 pela maior parte do governos sob a denominação de “economia verde”, e denunciados de forma extremamente contundente na Cúpula dos Povos. Para além da crítica, o FSM se vê desafiado em ampliar sua capacidade de propor e disseminar alternativas viáveis de desenvolvimento com justiça social e ambiental. Assim como nas edições anteriores ou na Cúpula dos Povos, os processos de convergência serão fundamentais.

 

Foi com o propósito de debater essas questões que o Comitê baiano do FSM decidiu realizar o seminário. Diversas organizações estão se preparando na Bahia para participar do evento. Nesse sentido, um projeto de intercâmbio com organizações tunisianas, coordenador pela Abong, foi iniciado no ano passado, e levou à idealização de atividades conjuntas durante o FSM. Essas atividades tratarão de diversos temas, tais como a luta contra o racismo, a democratização da comunicação, a acessibilidade, as práticas de democracia participativa, entre outros.

 

Depois de Belém (Brasil) em 2009 e Dacar (Senegal) em 2011, é a primeira vez que a edição mundial do FSM acontece num país árabe. Há dois anos, a região é o palco de levantes populares e de transformações políticas. Quatro ditaduras já caíram, começando na própria Tunísia com a derrubada do regime de Ben Ali em janeiro de 2011. E muitos países continuam a lutar contra as ditaduras. Organizações que tiveram um papel motor nesses processos revolucionários integram a organização do evento. O FSM 2013 será uma oportunidade para fortalecer as articulações com esses novos movimentos surgidos nos últimos anos em oposição à lógica do capitalismo mundial, em esta como em outras partes do mundo.

 

Criado em 2001 em Porto Alegre, o FSM, segundo sua Carta de Princípios, é “um espaço aberto de encontro para o aprofundamento da reflexão, o debate democrático de idéias, a formulação de propostas, a troca livre de experiências e a articulação para ações eficazes, de entidades e movimentos da sociedade civil que se opõem ao neoliberalismo e ao domínio do mundo pelo capital e por qualquer forma de imperialismo, e estão empenhadas na construção de uma sociedade planetária orientada a uma relação fecunda entre os seres humanos e destes com a Terra.” É com esse propósito que, no decorrer do tempo, o FSM tornou-se o maior processo de articulação mundial da sociedade civil. O Comitê baiano do FSM é formado por diversas organizações da sociedade civil, a exemplo da Abong – Associação Brasileira de ONGs, da CONEN- Coordenação de Entidades Negras, da Unegro – União de Negros por Igualdade, das organizações Vida Brasil, Gérmen, Cecup, Iceafro, entre outros.

 

Mais informações sobre o FSM podem ser acessadas aqui - www.fsm2013.org.

 

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Programa de Desenvolvimento Institucional (PDI)

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca