ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Misereor
  • REDES

    • TTF Brasil

ONGs com trabalhos em HIV/Aids lançam campanha “Vai pra casa, Padilha”

05/06/2013

Organizações não governamentais com trabalho em Aids e direitos humanos e redes de pessoas vivendo com HIV estão lançando a campanha “Vai pra casa, Padilha”.

 

O movimento manifesta sua insatisfação com a gestão do atual ministro Alexandre Padilha e reclama das ações conservadoras do ministro cuja marca da gestão tem sido a censura aos materiais de comunicação. No início de 2012, o MS retirou do ar campanha de carnaval com foco nos jovens gays para a prevenção da Aids; no último mês de março, a pasta recolheu  kit de prevenção de Aids dirigido a adolescentes que abordava temas como homossexualidade, drogas e gravidez. Ontem foi a vez do veto a uma campanha direcionado a prostitutas.

 

Além de jogar dinheiro público no lixo –todas as campanhas já estavam no ar–, desta vez Padilha foi além e, ajoelhando-se mais uma vez aos setores conservadores, demitiu o Diretor do Departamento de DST/AIDS e Hepatites Virais, Dirceu Greco. A crise agravou-se com a saída de toda a diretoria do Departamento e evidencia a opção do Ministro Padilha - e do governo Dilma– por uma política equivocada,  explicitamente pautada pela agenda do conservadorismo religioso. A consequência se traduz no crescimento da epidemia no país.

 

GESTÃO DE RETROCESSOS – Vale lembrar que a Saúde é a área mais mal avaliada do Governo Federal . Pesquisas de opinião mostram que saúde é a área de atuação do governo atual que obtém pior avaliação da população. Segundo o mais recente levantamento feito pelo Ibope, por exemplo, 67% dos entrevistados desaprovam o desempenho da presidente no setor e somente 30% o aprovam.

 

“Já cansamos de reclamar, pedir audiências, manifestar nossa contrariedade, acionar o conselho Nacional de Saúde e participar de reuniões sem solução. Não há diálogo verdadeiro com o governo Dilma e, de tão comprometido com os pentecostais, esse governo colocou a saúde na UTI”, afirma Jair Brandao, da ONG

Gestos.

 

" Esse Ministro vai entrar para a história como o homem que conseguiu acabar o melhor programa de AIDS do mundo, erradicando não o HIV, mas sim todas as perspectivas de direitos humanos dos processos da saúde. É mais um retrocesso do governo Dilma no qual a agenda de direitos e de participação social foram trocadas, literalmente, pelos votos dos setores mais conservadores e dos interesses privados, com a benção do Pastor Marco Feliciano, é claro. Aliás, ele liga e o Padilha se curva. Um absurdo o que ocorre no MS", diz Alessandra Nilo, Secretaria Regional do Conselho Latinoamericano e Caribenho de ONGs AIDS, LACCASO

 

Fonte: Gestos/LACCASO

 

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Projeto Sociedade Civil Construindo a Resistência Democrática

Rua General Jardim, 660 - Cj. 81 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca